Pesquisar este blog

Olha so!! A prefeitura de Campinas lacrou com essa.


Apenas esqueci de dizer que a palavra foi usada com o seu sentido original, e não com o sentido retardado que lhe foi dado atualmente pelos mimimillennials da geração Ydiota usuária de Tumblr. Sonho com o dia em que essa palavra volte a ser usada somente em seu sentido original. A notícia propriamente dita está aqui.

Opa. Mas eu sou usuário de Tumblr. Será que sou um mimimillennial da geração Ydiota? Estou entrando numa crise existencial...

Só não me venha retardado aqui dizer das fraudes que acontecem com os sorteios da Mega Sena, já que se falou em jogos de azar (no caso, bingo). Já uso o Disqus, que é para que retirar o direitos dos retardados de dizer merda na propriedade privada alheia.

Pesquisa Internacional antiga da BBC confirma Lucho: SBT é o pior canal do Brasil

Embora em apareça por aí usando como avatar as mais diversas montagens (ou usando uma buzzword, mashup) do seu Madruga, se tem uma coisa que simplesmente me dá arrepios só de pensar é em assistir a qualquer programa veiculado pelo sbesteira Sistema Brasileiro de Televisão (ou simplesmente SBT, para encurtar). Aliás, se alguém quiser me torturar é só aplicar em mim o tratamento Ludovico com a programação da emissora do SS. E nem precisa aplicar qualquer tipo de droga.

A bem da verdade, já faz mais de quatro anos que eu não coloco no canal. Isso porque no finalzinho de 2010, a TVB, que era a afiliada do SBT aqui na região de Campinas foi vendida para a Rede Record do Reino de Deus (creio eu que para cobrir o rombo do PanAmericano) e desde fevereiro de 2011 a TVB passou a transmitir a programação da Record e tomou para si a frequência onde antes passava a programação do SBT. E foi desde então que eu nunca mais assisti a qualquer coisa do SBT. E não me faz falta alguma.

Abre parêntesis. E o pessoal ainda fica imaginando como seria o Brasil se Sílvio Santos tivesse sido eleito presidente. Bem, o rombo de R$ 2,5 bilhões no PanAmericano, o que aconteceu com o Baú da Felicidade e o fato do SBT só estar de pé graças a um jogo de azar já da uma ideia de como seria. Fecha parêntesis.

Eu me pergunto. Como é que alguém consegue assistir ao SBT? Quando eu assistia já estava ruim, agora então, pelo que me consta, o canal tem como grandes atrações Danilo Gentili, Ultraje a Rigor, Rachel Sheherazade, José Neumanne Pinto, Ratinho (também conhecido como cópia barata e rastaquera do saudoso Alborghetti), Casos de Família, Raul Gil e A Praça é Nossa. Um canal com atrações desse quilate só pode ser uma merda.

E é.

Pois eis que uma pesquisa confirmou essa minha impressão. Das emissoras de televisão brasileiras, SBT é a que tem a pior programação. Foi feita uma pesquisa Internacional encomendada pela BBC feita em 2013 mas divulgada em 2014. O 40º lugar está de ótimo tamanho para essa merda de canal.

Além dessa constatação mais do que óbvia, uma outra constatação nem um pouco surpreendente. TV Cultura é a emissora de televisão que tem a melhor programação do Brasil. Não só isso. TV Cultura é a emissora de televisão que tem a segunda melhor programação do mundo, apesar de ter um youtubeiro aí, um desses liberotários anarcorretardado e anarcomongoloide que divulgam ideologiazinha idiota, imbecil e ignorante de Internet que funciona só na Internet, que acha que a TV Cultura é uma merda e quer ver ela morta. Pois certamente coisa boa é a merda do canal dele. Tão bom que faz dois anos que ele não coloca porra nenhuma por lá pois... ninguém assiste àquela porcaria. Antes que perguntem, não vou dizer quem é. Nem adianta perguntar.

Cultura já teve seus bons momentos, com programas como Castelo Ra-Tim-Bum, Viola Minha Viola (com a saudosa Inezita Barroso), X-Tudo e vários documentários científicos, mostrando para o History e para o Discovery como é que se faz, ao invés de ficar passando o lixo pseudocientífico do documentários sobre aliens, sereias e o pé grande, mas ainda sim, continua ótima.

Sem se esquecer, óbvio, do melhor programa já exibido pela TV Cultura, O Mundo de Beakman. Se todo mundo na infância tivesse assistido ao programa, não teria gente passando e repassando tanta bosta como teoria da Terra Plana, teoria do geocentrismo, teoria de que vacinas contém mercúrio e causam autismo e por isso devem ser criados grupos antivacina e outras bobagens tão típicas e características da era e da sociedade da informação e do conhecimento.

E para o desespero e desgosto dos sofativistas de bosta anti Rede Globo, a Vênus Platinada tem a segunda melhor programação do país (e 28º no mundo). Acho justo, afinal é outra emissora que também passava programas como Globo Ciência, Globo Universidade e Globo Educação. Eram programas que era exibidos em horário que não dava para assistir? Eram programas que duravam pouco tempo? Sim, é verdade. Mas pelo menos ela exibia. Enquanto isso, no mesmo horário, as outras emissoras exibem game-show ou então programa de e para evanjegues.

Mas eu gostaria de encerrar o texto mostrando algo de bom que o SBT já fez, que foi a novela Amor e Revolução. Uma obra-prima de qualidade irretocável e inquestionável. Foi um clássico. Clássico trash. Uma produção que de tão ruim foi ótima. Apenas o Tá No Ar me fez rir tanto quanto essa novela. Humor extremamente involuntário de primeiríssima qualidade.

Aviso importante. Meu e-mail está com problemas. E terei que fechar o blog.

Dia 9 de julho de 2017, dia da revolução constitucionalista de 1932. E justamente neste dia, trago péssimas notícias. Infelizmente é isso que está para acontecer, minha gente. O meu e-mail está com sérios problemas para se manter e terá que ser encerrado. E como o e-mail que está com problema é o mesmo que eu uso para acessar e manter esse blog, terei que encerrar também esse blog.

Pelo menos é isso que dizia a mensagem que eu recebi:


Para quem ligou os pontos, é lógico que se trata de mais um golpe de phishing scam. Serviço de e-mail nenhum vai encerrar suas contas de e-mail por problemas no servidor. E se o serviço estiver realmente com problemas, não vai mandar uma mensagem como essa, mal escrita pra cacete, pedindo o seu nome completo de usuário e, principal, a sua senha. Aliás, se os servidores desse serviço de e-mail estão com problema, vai adiantar eu... enviar... um e-mail para esse serviço problemático?

Aliás, se um site qualquer vai encerrar uma conta minha, por que vai querer a minha senha?

Ativismo de sofá: A melhor coisa já criada - Reloaded.

Eu escrevi um boooooooooom texto atrás sobre uma imagem que circulou muito pelos tubos que mostrava como o ativismo de sofá é lindo, legal, maravilhoso, mostrava o poder do ativismo de sofá e o poder das redes sociais e que era uma resposta a todos esses que ficam criticando quem não levanta a bunda da cadeira para protestar e que dizem que militar no Facebook é moleza, sendo que esses críticos também não levantam a bunda da cadeira para protestar e também não militam nem no Facebook e nem fora do Facebook. E ainda por cima cria blog que tira sarro dos ativistas de sofá e fica se promovendo às custas dos outros que sempre estão nas ruas (o que é a mais pura verdade. Quem sou eu para negar isso?)

Pois bem, a imagem mostrava a maravilha que é o ativismo de sofá. Pena que a realidade, essa danadinha, essa safadinha, essa puta, tratou de tratorar todos os pontos mostrados por aquela imagem e mostrou como que aquela imagem só tinha bobagem.

Mas eis que, de novo, circula uma imagem bastante parecida com aquela. Se não na aparência, parecida na essência. Eis a nova imagem:


É essa a imagem. Parece que eles estão seguindo àquela máxima goebelliana de que uma mentira dita mil vezes se torna verdade.

Analisando cada um dos itens dessa imagem:
"Você já assinou algum abaixo-assinado de Internet, compartilhou um vídeo do Youtube de uma causa ou mudou o seu avatar no Twitter ou no Facebook em prol de uma causa? Se sim, VOCÊ PODE SER UM ATIVISTA DE SOFÁ."
Não querido. Você não PODE SER um ativista de sofá. Você É um ativista de sofá. E não tem do que se orgulhar.

Aliás, existe coisa mais patética, ridícula e inútil do que trocar avatar em prol de uma causa? Toda vez que eu vejo alguém fazer isso eu sinto uma enorme vergonha alheia.
"O vídeo 'Kony 2012' da Invisible Children - considerado o vídeo mais viral de todos os tempos - suscitou numerosas discussões a respeito sobre o poder do ativismo de sofá em conduzir mudanças reais. Com o ativismo de sofá em ascensão, pode valer a pena um outro olhar"
"85 milhões de visualizações do vídeo 'Kony 2012' até o dia 26/3/2012"
Ainda continuam com essa porra de Kony 2012? Blablabla o vídeo teve milhões de visualizações blablabla suscitou numerosas discussões blablabla ativismo de sofá pode conduzir a mudanças reais blablabla blablabla e mais blablabla, mas o monstro continua livre, leve e solto e vive muito bem.

Ainda a respeito do Kony 2012, eu mostrei esse texto mostrando o quanto essa história não cheirava bem. Porém encontrei um esse outro texto mostrando como que essa coisa, que já não cheirava bem, na verdade fedia horrivelmente. De maneira bem resumida, trata-se de uma campanha bancada por uma ONG com uma estrita relação com a CIA e que investiu só 31% de tudo que gastou em programas de caridade na África. Incrível que sempre tem uma ONG (Olho Na Grana) em toda história mal contada.

Nessa história, o sofativismo foi fertilizado com ignorância e boas intenções, iguaizinhas a aquelas boas intenções que pavimentam a estrada para aquele lugar aprazível.

Mas será que, com todo esse marketing que essa campanha teve, os bem intencionados sofativistas que viram e compartilharam o tal do vídeo já sabem apontar Uganda no mapa? E será que sabem que Uganda foi comandada pelo carniceiro Idi Amin? E que ele não era o Forest Whitaker?

E apesar do vídeo já ter tido esse quantidade de visualizações (e falam tanto dessas visualizações que eu pensei que fosse um Psy ou uma Galinha Pintadinha), vocês acreditam que se eu disser que eu até hoje ainda não vi esse vídeo? Não só não vi como não tenho a menor vontade de vê-lo.
"MoveOn.Org possui atualmente 5 milhões de membros e começou com um abaixo-assinado online assinado por apenas 100 mil pessoas em 1998."
Impressionante. Fiquei boquiaberto. Parabéns.

Para quem não sabe, MoveOn.Org é mais um desses sites em que qualquer Zé Mané pode criar um abaixo-assinado e outros Zé Manés podem assinar esses abaixo-assinados e achar que estão fazendo a diferença no mundo. Sim, é tipo um Avaaz, Change, We The People, PetiçãoPublica.org e outros sites de abaixo-assinado que não servem para nada.
"406 mil pessoas assinaram o abaixo-assinado 'The Cove' para matar a matança de golfinhos no Japão"
E a matança de golfinhos acabou, né? Infelizmente, não.
"12 milhões de pessoas marcharam contra as FARCs em fevereiro de 2008 após se organizarem pelo grupo 'Un Million de Voces Contra Las FARCs'"

"40000 estudantes universitários da Califórnia participaram de um protesto contra as leis de imigração, que foram organizados por mensagens de textos e pelo MySpace"

"Protestadores do Occupy Wall Street que usaram Twitter (20%), Facebook (60%) e YouTube (70%)"
Coloquei todos esses itens para mostrar como sofativistas adoram a falácia do Post hoc ergo propter hoc. Calma, apesar do nome complicadíssimo, essa falácia é fácil de entender. Essa falácia diz que, se um evento A aconteceu antes de um evento B, o evento A causou o evento B. Claro que se for provado realmente de que A causou B, aí deixa de ser falácia. Mas dizer pura e simplesmente isso é um argumento inválido.

E sofativistas são mestres no uso dessa falácia. Esse pessoal acha que, só porque tem uma manifestação, mas também tem contas no Twitter, páginas no facebosta, páginas no MySpace (ainda existe?), vídeos no YouTube, blogs e outros falando a respeito dessa manifestação, eles concluem que foram as redes sociais que foram o estopim (uma frase que esse pessoal adora) para essas manifestações.
"Você acredita no poder do ativismo de sofá?"
Mas é óbvio que sim. Como não acreditar? Viva as redes sociais. Viva os sofativistas. Finalmente a revolução será tuitada. Oba!! Viva!!!! Que legal!!!!!

Só que não.

Links da semana - 53.

E vamos a mais uma lista de textos para a semana.
E é isso. Até a próxima.

Vamos xingar muito esse arroz no Twitter.

Xingar... arroz... Sim, eu me refiro àquela palhaçada (quer dizer, àquele experimento. Nah!! Palhaçada mesmo) da professorinha (provavelmente uma pedaboba que reza a cartilha de São Paulo Freire) de Curitiba que decidiu mostrar o poder que as palavras têm. E para tal, decidiu usar dois potinhos cheios de arroz. Num deles foram ditas palavras doces, suaves, cheias de amor. No outro foi dito palavras feias, de ódio, palavras que colocam qualquer um para baixo. O potinho que recebeu as palavras negativas o arroz ficou deteriorado. Já o que recebeu as palavras positivas, nada sofreu e ficou lá, branco, lindo, brilhoso, vistoso e apetitoso. Os detalhes completos da palhaçada podem ser vistos neste texto do G1.

E aí? O que se tem a dizer dessa palhaçada? Pseudociência é pouco para classificar isso. Sem contar que, ao menos para mim, o potinho parecia estar com bolor. E o pior é que recebi um vídeo com essa bosta dessa palhaçada no celular. Só não digo de quem e de qual grupo eu recebi o vídeo para não acabar de vez com a esperança que vocês têm na humanidade (a minha eu já perdi faz tempo).

Só que essa história de que as palavras têm poder e de que palavras negativas podem afetar negativamente o que quer que seja não é nova (brasileiro não é tão criativo assim). Um "estudo" assim foi feito por Masaru Emoto, um japonês idiota, que não tinha muito o que fazer e completa e totalmente ignorante em ciência (ele era formado em humanas. O que explica). O "estudo" do japa dizia que, ao expor a água a palavras, sentimentos, imagens, sons ou músicas bonitas, ao congelá-la, os cristais de gelo se arranjavam lindamente. Já se a água for exposta a imagens, sentimentos, sons ou músicas feias (por exemplo, funk proibidão, sertanojo universiotário ou qualquer música da Anitta), os cristais se arranjavam de uma maneira muito feia. E se você está achando tudo isso ridículo, parabéns, você tem cérebro e faz questão de usá-lo.

Mas enfim. Já que isso é dito que é ciência, então vamos lá. Uma das características da ciência é a sua reprodutibilidade. O que quer dizer que, qualquer pessoa pode fazer a mesma coisa e chegar aos mesmos resultados. Pois vamos lá. Vamos fazer.

Quer dizer, eu não vou fazer. Quem vai fazer é o professor André, do Ceticismo. Aliás, ele já fez.


Videozinho legal, né? Ciência sendo feita ao vivo (ou quase). E o vídeo também mostra que fazer experimentos científicos e fazer ciência não é algo tão complicado. Você não precisa de um laboratório super-hiper-mega-ultra-equipado para fazê-los (mas se tiver, melhor).

Muito bem. O professor gravou o vídeo no dia 5 de junho, o vídeo foi postado no dia 6 de junho e hoje é dia 8 de junho. Já se passou 4 dias desde que começou a brincadeira, e, como se pode ver e já se podia esperar, porra nenhuma aconteceu.

Ao final de cada vídeo o André sempre pede para que o vídeo seja compartilhado da maneira que for. Esse texto é a maneira pela qual resolvi compartilhá-lo. Sei que isso que fiz representa quase nada, mas o que vale é a intenção.

E enquanto o experimento prossegue, o que vou farei?


E para terminar, uma professora fazendo uma palhaçada dessas. Muito provavelmente uma professorinha formada em pedagogia. Não é de hoje de faculdades de pedagogia aceitam qualquer bosta como aluno.

Tem culpa eu?

Encontrei uma coisa no Twitter envolvendo ativismo de sofá e que originalmente iria apenas para o Tumblr, mas como envolve mais do que ativismo de sofá, decidi colocar aqui também. E são duas coisas que eu amo de paixão (só que não): O rock brasileiro e seus artistas (se é que dá para chamar o que eles produzem de arte. Mas que seja). Vamos lá então.


Pois é. A pessoa aí votou num senador corrupto, achando que ele era ficha limpa, esse senador corrupto foi eleito, se envolveu em algum escândalo de corrupção e questiona se tudo isso que aconteceu foi culpa dela. Não, linda criatura. Este senador corrupto está na poltrona onde está e só está fazendo tudo o que está fazendo pois ele caiu da espaçonave que transportava ele diretamente naquela poltrona. Pode ficar tranquila, linda criatura, você não tem culpa de nada.

Eu só não entendi uma coisa. Como que pode um senador (e isso não vale só para senador, deputado ou políticos em geral. Vale para qualquer pessoa) que é corrupto, mas tem ficha limpa? Ambas são imiscíveis. Se é corrupto, não tem ficha limpa. Se tem ficha limpa, não é corrupto. E se o senador é corrupto, então ele não tem a ficha limpa e assim sendo, o cidadão aí poderia muito bem usar a Internet para investigar o passado negro do senador. Mas não. Internet para essa pessoa só serve para ficar no Twitter falando com subcelebridade roqueira brasileira que, já que não se destaca mais pelas merdas das músicas que faz, acaba tendo que fazer figuração em novela e apresentar programa de mulherzinha (não virou cervejeiro. Ainda).

Aliás, por falar em ficha limpa, cadê a lei da ficha limpa que não barrou a candidatura desse senador ou mesmo não o cassou? Como de costume a lei da fichinha limpinha mostrando a que veio e mostrando o que realmente: Um dos maiores embustes que já surgiu, que só serviu para agradar jacu e enganar trouxa mesmerizado com o "poder da inciativa popular". Até mesmo porque, o que esperar de uma lei que visava moralizar a política e combater a corrupção mas que teve como relator um senador que mais tarde foi cassado por corrupção? Mas foi cassado pelos próprios senadores, já que a lei da fichinha limpinha, mais uma vez, não serviu para bosta alguma.

No frigir dos ovos, temos eleitores idiotas, cretinos e ignorantes votando e elegendo políticos filhos da puta. Mas depois vão vociferar nazinternéti dizendo que políticos deveriam ser mandados para a Ilha da Queimada Grande (ou qualquer outro lugar perigoso para se viver), ou que eles deveriam participar de um reality show russo. Mas só os políticos. Os desgraçados dos eleitores que votaram neles, não. Até porque, condenar os eleitores é coisa de babaca.

Mas calma que o pior está por vir. O pior mesmo é saber que o voto da pessoa aí vale o mesmo que o meu e que o seu, querido leitor, e que essa pessoa, além de votar para senador, também vota para deputado e para presidente. Mas eu não acho que esse tipo de gente deveria ser proibida de votar. Até porque eu sou o Lucho e não um sofativista mendigo que acha que está revolucionando o país porém não consegue nem diminuir a merda do preço de um ovo de páscoa. E além do mais, aqui é Blog do Lucho, porra!!, e não o HuffingtonPost (estudante de filosofia. Como sempre as humanas mostrando para que servem).

Pessoal do desafio do balde de gelo. Vocês ainda se lembram disso?

Voltemos ao ano de 2014, ano em que, além de ter acontecido a Copa do mundo no Brasil e o Mineiraço (ou Mineiratzen) e de também ter acontecido as eleições presidenciais logo após o gigantinho criado a leite com pera ter acordado, aconteceu também a brincadeira do desafio do balde de gelo, que era uma forma de conscientização sobre a esclerose lateral amiotrófica (ou ELA ou ALS), uma terrível doença neurodegenerativa que não possui cura.

Quer dizer, não possui cura, ainda, pois existem diversos centros de pesquisas espalhados pelo globo (e não pelo plano) realizando pesquisas de forma a combater essa terrível doença. As pessoas que participavam desse desafio jogavam água gelada sobre si mesmas e depois fariam uma doação para esses centros de pesquisa. E se tem algo que pode curar qualquer doença, este algo chama-se dinheiro.

Muito bem. Todo mundo brincou, todo mundo se divertiu, teve participação de várias celebridades, várias dessas pessoas colocaram seus videozinhos no YouTube (pelo menos não usaram a Internet dos outros para fazer isso) mas, será que passados quase três anos, o pessoal que participou da brincadeira ainda se lembra dela? Será que ainda se lembra dessa terrível doença que é a esclerose lateral amiotrófica? E será que se lembra de, quando possível, fazer uma doação para os centros de pequisa que tentam encontrar alguma cura para a doença? Acho difícil, já que, nem na época que aconteceu o desafio as pessoas doaram. Muita gente achou que era só brincadeira. E, obviamente, as celebridades brasileiras participaram do desafio buscando aquela única coisa que interessa a todas as celebridades: Holofote.

A sorte de vocês é que tem o titio Lucho para relembrar vocês do que quer que seja. Quem quiser, pode fazer uma doação para as instituições que fazem pesquisa para a cura do ELA, abaixo vão os links de onde vocês podem realizar as doações:
Essas são algumas instituições que eu conheço. Quem conhecer mais alguma, pode colocar aí nos comentários.

Que tal se, ao invés de você gastar dinheiro com vaquinha para pagar multa de corrupto, ou então gastar dinheiro com blogueiro, podcasteiro, youtubeiro ou qualquer outro mendigo profissional de Internet (que muitas das vezes, esses mendigos são pau mandados de políticos ou de partidos políticos. Não vou dar nomes, pois aqui é Blog do Lucho e não Treta News) e aí virar "patrão" deles, você dar um destino mais digno ao seu dinheiro? Se o dinheiro é seu e você faz o que bem entender com ele, que tal fazer algo de bom?

E que tal também valorizar o trabalho de quem pesquisa de verdade tentando desenvolver medicamentos e outros tipos de curas que realmente funcionam e tenham efeito, ao invés de valorizar o trabalho de um picareta de um professor aposentado de uma universidade estadual paulista decadente que só sobrevive atualmente de seu nome que desenvolve seu "medicamento" contra o câncer num laboratório que parece mais um chiqueiro, mas que, quando testado, viu-se que esse "medicamento" não serve de bosta nenhuma? Com essa definição extremamente vaga e genérica, creio que ninguém sabe do que e de quem estou falando.

Links da semana - 52.

Agora que eu vi. Faz mais de um ano que eu não ponho uma lista de textos legais e interessantes para a apreciação e diversão de vocês. Ano passado foi somente uma dessas listas. Também tem o fato de que pessoal está deixando de fazer blogs para virar youtubeiro. Será que, com o YouTube querendo cortar a grana dos youtubeiros, todo mundo vai voltar a escrever em blogs (inocência, teu nome é Lucho)?

Bom, mas depois de tanto tempo sem, fiquem agora com a lista desta semana.
E é isso. Puxa vida, 11 textos. Até a próxima.

Charge engraçada do dia (mas pelas razões erradas).

Agora em junho de 2017 fará quatro anos daquela palhaçada em que o gigantinho millennial criado no apartamento pela vó na base do leite com pera acordou, decidiu ficar putinho e lutar contra tudo isso que estava aí, indo para as ruas, participar de micaretas fascistas fora de época, tirar um monte de fotos e fazer vídeos para colocar no facebosta e no istragão as custas da Internet dos outros, vandalizar e destruir o patrimônio público e privado alheio (mas era sem vandalismo), expulsar aos socos, murros, chutes e pontapés que estivesse portando uma bandeira, camiseta ou broche de partido político ou movimento social (mas era sem violência), e também expulsar aos socos, murros, chutes e pontapés quem portasse um microfone ou câmera (mas, novamente, era sem violência) para depois ir chorar as pitangas no facebosta mimizando que "isso a mídia não mostra". Aliás, uma elucubração. Também me lembrei do Occupy Wall Street. Estou na dúvida de qual desses dois movimentos idiotas foi o mais idiota e inútil?

Deixando a elucubração de lado e voltando ao gigantinho criado a leite com pera que acordou em junho de 2013. Um dos maiores mimimis do gigantinho era de que "isso a mídia não mostra", logo após ter arpeado jornalistas e cameramen que queriam mostrar o que estava acontecendo. Por óbvio que o gigantinho decidiu fazer essa denúncia extremamente séria e grave por meio de charges (será que eles usaram a Internet dos outros para enviá-las e postá-las?) como por exemplo, a charge abaixo:


Olha que fófis. O gigantinho criado pela vô decidiu fazer a sua denúncia de forma bem humorada contra a imprensa-golpista-burguesa-conservadora-reacionária-autoritária-malvada-feia-chata-boba-elitista-racista-branca-de-olhos-azuis que não mostrava nada do que estava acontecendo nas micaretas fora de época, já que os repórteres e cameramen da Rede Globo estavam sendo esmurrados pelos pacíficos manifestantes adeptos do "sem violência" e "sem vandalismo".

Pois é. Que sacanagem com o gigantinho. Só porque alguns dos manifestantes decidiram vandalizar o patrimônio público e privado alheio, o movimento tem que pagar o pato? Os críticos, os jornalistas e os cameramen têm que entender (enquanto os dois últimos eram esmurrados pelos pacíficos manifestantes do "sem violência" e "sem vandalismo") é que esses vândalos não são manifestantes escoceses. E além do mais, eles não representam o gigantinho.

Se bem que eu nem sei porque eu disse tudo isso que disse, já que o gigantinho não passa de um filho da puta surrupiador, já que eles não criaram essa charge. Exatamente, eles a surrupiaram desavergonhadamente. A prova? Ei-la:


E aí? Vai esperar o que de manifestantes e movimento que não consegue nem criar uma charge própria? E gigantinhos criados com leite com pera quando acordam só fazem merda. E não é de hoje. Também já fez muita merda cinquenta anos atrás.

Sim, senhores. Estou falando da palhaçada do maio de 1968 na França, em que o gigantinho criado a leite com pera de lá, juntamente com os SJWs da época, decidiram acordar, ficarem putinhos com o De Gaulle e protestarem contra tudo aquilo que estava lá na época. O que conseguiram? Cinco anos de Pompidou e mais sete anos de d'Estaing.


Blog do Lucho agora é HTTPS.

Uma novidade nova aqui no blog. Depois de muito bater cabeça enfim consegui fazer uma coisa que gostaria há muito de fazer. Consegui enfim colocar HTTPS aqui. Sim, acredite se quiser, senhores, dá para colocar HTTPS em blogs no Blogger.

Na verdade o processo para colocar HTTPS no Blogger é bem simples. O que me matou (e fez eu perder os poucos cabelos que ainda me restam) foi o Disqus. Toda vez que eu colocava a versão segura do protocolo, os comentários simplesmente sumiam. Tentei fazer de tudo para que os comentários aparecessem, porém não tinha jeito. Eles sumiam, eu desistia e voltava ao HTTP.

Até agora.

Até que, enfim, descobri uma ferramenta, no próprio Disqus, que faz com que os comentários não sumam. Na verdade, o que se tinha que fazer era mapear as URLs. E para fazer isso, basta ir na página inicial do Disqus, clicar em Community > Migration Tools > Start URL Mapper. A partir daí a página é bem elucidativa, bem autoexplicativa e por causa disso não vou dar mais passos do que é para fazer. Sim, a página é em inglês. Você não sabe inglês? Leia o último texto.

Fiz o passo a passo e... voilà. Os comentários apareceram. Um alivio para que o Segão, Clover, Nestor, Celso e André não pensem que eu removi os comentários de todos eles.

Com essa nova... novidade, creio que o blog ganha uma lufada de amadurecimento. Pelo menos fica a sensação de que a casa não está abandonada. Além de fazer com que a navegação pelo site fique mais segura. Pelo menos isso que eu espero.

E também foi boa esta exata hora em que eu consegui colocar a versão segura do protocolo, quando Chrome e Firefox decidiram vir com artilharia pesada contra quem não usa HTTPS. Além do mais, já faz um tempo que HTTPS é usado pelo Google para rankear páginas (e imagino eu que Bing, StartPage e DuckDuckGo também levem isso em consideração). Quem sabe o Blog do Lucho consegue aparecer melhor posicionado nas buscas, hein? Na verdade, eu queria colocar HTTPS aqui mais por causa deste último.

Que seja. Depois de ter conseguido fazer essa alteração, até me animei e me motivei para continuar a blogar por aqui.

Mas ainda continuo não pedindo doações e nem fazendo questão delas. Novamente, tenho minhas razões para tal.

Breve recado para jornaleiro / blogueiro / youtubeiro arrogante.

Pois é. Só mesmo em feriados para eu vir aqui e publicar algo nessa bosta.

Nos últimos dias aumentou a quantidade de canais informativos (e por canal aqui eu me refiro a blogs, podcasts, portais, etc. Não existe somente YouTube, filhão) pedindo doações. Canais pedirem doações não é novidade, eles sempre existiram, porém nestes tempos espinhosos, com o recrudescimento do uso de bloqueadores de propaganda (não é só o AdBlock que faz isso, que aliás, já ultrapassei 1,5 milhão de itens bloqueados com essa belezinha) e com a Google querendo cortar a grana de youtubeiros (e eu acho que esse corte também deveria se estender a blogs e portais, já que é cada merda que tem por aí que, se eu tivesse uma empresa, ficaria muito incomodado de ver o nome dela - e o meu por tabela - vinculado a essas merdas) é que aumentou a quantidade de pessoas recorrendo a doações e recorrendo a ferramentas como Apoia.se, Catarse, Kickante, Vakinha, Padrim e Patreon, além dos tradicionais PayPal e PagSeguro (todos esses sites usam HTTPS e eu aqui não consigo colocar a merda do HTTPS sem que sumam os comentários do Disqus).

Não há nada de errado, ilegal, imoral, aético ou vergonhoso em se pedir doações. Sério. Não há nada mesmo. Ora bolas, as principais universidades americanas (estadunidense é a bola esquerda do meu escroto) faturam muito com doações. Yale, Cornell, DukeHarvard e outras grandes universidades possuem programas para doação. Até as universidades brasileiras recebem doações. Obviamente que em menor quantidade (IIIIHHHHH!!!! O Globo??!!! Imprensa Golpista!!! Mata, pica, fatia, queime e jogue sal) por causa da mentalidade da população e do empresariado e também por causa da burocracia que é para fazer essas doações, embora haja um projeto de lei para fazer com que esse processo não seja tão burocrático. Novamente, não há nada de errado.

O problema é que o pessoal em Terra Brasilis degradou a atividade e o que era para ser um simples pedido de doação acabou se transformando em mendigagem, com um monte de jornaleiros, blogueiros, youtubeiros, podcasteiros e outros "produtores de conteúdo" achando que o público que os acompanha tem a obrigação de dar dinheiro ao conteúdo único e exclusivo em toda a Internet mundial que ele produz. O negócio degradou tanto que tem gente que chama o Patreon (que até hoje os mendigos da Internet não sabem se pronuncia pátreon, patreón ou pêitreon. Aliás, esses mendigos ainda acham que "patron" é patrão, quando na verdade significa patrono) de "Mendigon".

E alguns desses jornaleiros, blogueiros, youtubeiros e outros "produtores de conteúdo" são ainda mais ameaçadores. E a "ameaça" é da que, se ninguém cumprir com o dever de dar esmola a eles, o tal conteúdo único, inédito e exclusivo em toda Internet mundial será pago (exatamente, o maldito PayWall).

Pois para esses jornaleiros, blogueiros, youtubeiros, podcasteiros arrogantes que se acham e acham que o seu conteúdo é tão único e tão exclusivo que todos deveriam pagar para vê-lo, eis aqui um gráfico:


O que é esse gráfico? É um gráfico com os idiomas mais usados na Internet, que foi tirado de um site muito legal chamado W3Techs, que contém diversas estatísticas sobre a Internet. Uma dessas estatísticas é com relação a idiomas.

Pelo gráfico acima, retirado no dia de hoje, 22 de abril de 2017, pode-se ver que de todo conteúdo produzido e publicado na Internet, 51,8% está em inglês, enquanto que 2,5% está em português, o significa que, hoje, dia 22 de abril de 2017, há em média 20,72 vezes mais conteúdo na Internet em inglês do que em português. Em média, pois em algumas situações a discrepância é bem maior.

Isso significa que, para um determinado conteúdo existente em português, há em média entre 20 e 21 vezes mais desse mesmo conteúdo em inglês.
"Mas quantidade não é qualidade"
Nem sempre. Quando se tem muito num determinado nicho, acaba tendo disputa, que se transforma em concorrência, e para se dar bem numa concorrência, você tem que se sobressair pela qualidade (sim, eu sei que há outras coisas. Não estraguem o lado idealista deste texto). E é por causa disso que, não somente há mais conteúdo em inglês como ele é de melhor qualidade.

E com o que eu disse no parágrafo anterior, vai aqui uma dica do Lucho (já perdi a quantidade de vezes em que falei sobre outras coisas dentro do mesmo texto, mas enfim). A dica é: Aprenda inglês, por favor. Compreenda inglês. Só pelo gráfico, você já viu que, sabendo inglês, você consegue compreender metade de tudo o que é produzido e publicado na Internet. Mas não é só por causa disso. É também para sua vida acadêmica ou profissional. Não pense que você vai conseguir se virar sabendo português, pois não vai. Profissionalmente não vai conseguir. E academicamente muito menos. Então aprenda inglês. Mas antes de aprender inglês, aprenda sua língua pátria, cavalo, pois não vai adiantar de nada. Antes que perguntem, não vou dar dicas de cursos de idiomas, pois aí já estaria me desviando demais do tema do texto.

Voltando ao tema do texto, para você jornaleiro, blogueiro, youtubeiro, podcasteiro arrogante que se acha e acha que o seu conteúdo é único em toda Internet, está mostrado que o conteúdo que você produz em português existe em inglês, em maior quantidade e, provavelmente, em melhor qualidade. Portanto, baixa a tua bola e para de achar que todo mundo tem a obrigação de te dar dinheiro. E também pare de achar que a Internet vai se esboroar quando você não quiser produzir mais conteúdo (sim, sou bem otimista, não é questão de se você vai parar de produzir conteúdo, mas de quando você vai parar).

Mas se ainda assim você se acha tão especial e acha que o conteúdo que você produz é tão precioso que todo mundo tem que pagar para acessá-lo e está realmente decidido a murar o seu conteúdo com os muros do Paywall, eu só posso dizer uma coisa: Vá em frente. Faça o que bem entender. Não estou lhe impedindo de fazer o que bem entender. Numa Internet em que o que não falta é conteúdo, eu só posso lhe desejar muito boa sorte nessa sua empreitada. Pois você vai precisar.

Quanto a mim, se eu pediria doações? Não. Não pediria. Tenho minhas razões para isso.

Eu sei que já faz bastante tempo que não coloco textos aqui.

E vai continuar assim por um bom tempo.

Grato.

Blogs políticos, canais de YouTube e páginas de Facebook. Esta conquista é de vocês.

A questão de uma semana atrás foi publicada uma pesquisa do IBOPE dizendo que jornais impressos são líderes de credibilidade. Sim, jornal impresso, aquele veículo de comunicação que os nossos antepassados das cavernas do século XX usavam, folheavam e abriam para se informar a respeito do que acontecia na cidade, no estado, no país e no mundo. Cerca de 59% dos entrevistados disseram confiar muito ou na maioria das vezes no que se publica em jornais. Logo na sequência, estão outros meios de comunicação usados pelos nossos antepassados neandertais do século XX como o rádio e a televisão, com índices de credibilidade de 57% e 54%, respectivamente. Pois é. A velha mídia é velha mas é ainda é muito respeitada.

Em contrapartida, blogs, redes sociais e sites estão na outra ponta da régua. Os entrevistados disseram que mais desconfiam destes meios de comunicação. No caso de sites, 62% dos entrevistados disseram desconfiar na maior parte dos casos. Para para blogs a desconfiança é de 54% e no caso de redes sociais a desconfiança é de 63% (estou rindo internamente). Porém esses percentuais são daqueles que desconfiam na maior parte das vezes. Se for somar com quem nunca confia, o percentual dos três ultrapassa 80% (agora estou gargalhando internamente). A notícia com a pesquisa pode ser conferida aqui ou então aqui, para o caso do Big State começar com palhaçada e viadagem de paywall.

Na hora que li essa notícia, não me restou outra alternativa senão dedicar essa conquista a merda de blogs políticos, lixo de páginas do facebosta e porcaria de canais do YouTube. Parabenizo-vos merdas de blogs políticos, lixos de páginas do facebosta e porcarias de canais do YouTube, pois essa conquista é de todos vocês. Parabéns mesmo Organização de Combate a Corrupção, Use um nariz de palhaço, Acorda cidadão, Movimento contra corrupção, Reacionários Online... quer dizer Revoltados Online, Se tá errado meto o pau, Tenho vergonha, Uma outra opinião, Desenhista que pensa. Parabéns também a você, Diego Beunizam com o seu maravilhoso Rede esgoto de televisão.

Também quero parabenizar Paulo Henrique Amorim, Mino Carta, Emir Sader, Leonardo Sakamoto, Felipe Moura Brasil, Nova Corja, Bruno Kazuhiro, Arthurius Maximus, Yashá Gallazzi (isso lá é nome de gente?), Flávio Morgestern (sei lá como escreve a merda do sobrenome dele), Fernando Gouveia (também conhecido como Gravataí Merengue, ou então o aspone da maconheira da dona Sônia Francine. Aliás, também quero parabenizá-la), Rodrigo Constantino, Orlando Tambosi, Aluizio Amorim, Políbio Braga, Luciano Ayan, Josias de Souza, Olavo de Carvalho, Gaynaldo Reinaldo Azevedo, O Antagonista, Alerta Total e aos engraçaralhos para cadinho do Reaçonaria, Implicante e Direitas Já (achar que é engraçado fazendo trocadilho é o auge do retardo mental).

E também porque não dedicar essa conquista para a condessa de loppeux, o mongoloide asmático do joão revolta, daniel fragay, roqueiro fracassado cristão do cagando moura e ao sofativista imprestável do otário asnonymous?

Parabéns mesmo a todos vocês que graças à agilidade que todos vocês têm e que a velha mídia não têm, fazem coisas como chupar a bunda e dar a rola (ou algo parecido) para o bostanaro e publicar furos de última hora que não passam de balelas, como a bolsa prostituta, a notícia de que Dilmão abandonou o cachorro nego, a notícia de que o bostanaro seria o político mais honesto do mundo, a notícia de que o governo tinha prendido os integrantes de uma banda (e sim, o vocalista é o Maurício Ricardo, do Charges.com.br), a clássica história da mulher que engravidou assistindo filme pornô 3D que um monte de merda de site acreditou e publicou, a notícia de "Lula seja louvado" nas cédulas de real que também teve um monte de merda de site que acreditou e publicou. Sem contar que, na semana do Impeachment, 3 das 5 notícias mais compartilhadas no facebosta eram mentiras.

Enfim, por tudo isso, por vocês terem agilidade para chupar a bunda e dar a rola (ou algo parecido) para o bostanaro e de publicar notícias e informações falsas, cretinas e idiotas é que não me resta outra coisa a fazer senão parabenizá-los. Vocês realmente merecem este grau de desconfiança mostrado na pesquisa. Aliás, gostaria de parabenizá-los também, por serem aquelas pessoas que fazem a Internet ser, como disse o Faustão, o penico do mundo. Ou, como disse Axl Rose, uma grande lata de lixo.

Ah, mas vai ver que essa pesquisa é mais um ataque da imprensa-golpista-burguesa-conservadora-reacionária-autoritária-malvada-feia-chata-boba-elitista-racista-branca-de-olhos-azuis contra a pobre coitadinha da Internet, como este vil ataque do Fantástico ao angelical facebosta, já que o IBOPE pertence ao Grupo Globo. É mais um ataque da velha mídia contra as mídias sociais, que são o futuro. Este último é verdade. Mídias sociais são o futuro. Na mesma medida que o Brasil é o país do futuro. O problema é que esse tal de futuro nunca chega.

Já outros mimizentos chorões de bosta dirão que se trata de mais uma pesquisa enviesada, que é uma pesquisa que não vale nada, que é uma pesquisa mentirosa e que nenhuma dessas pesquisas publicadas por essas empresas de estatísticas são sérias. É, nenhuma pesquisa publicada pelo Datafolha, IBOPE, CNT, Vox Populi, Nielsen, Gallup são sérias. Mas se um desses institutos de pesquisa, que não são sérios, divulga uma pesquisa que esses "céticos até a página 2" concordam, eles se esquecem de todas essas acusações e a engolem bovinamente.

E vão ter mais algumas merdas de mimizentos especialistas em estatística e em pesquisas de opinião (pois graças a Internet, milhões de gênios que antes não tinham voz passaram a ter voz e dar uma mostra de toda sua inteligência e genialidade em textos espalhados pela Internet) dizendo que a pesquisa não foi feita de forma adequada. Para esse tipo de mimizento, aqui a metodologia usada para se fazer a pesquisa. Vai lá contestar a metodologia usada nesta pesquisa. E boa sorte.

Mais uma vez a "velha" mídia mostrando à "nova" mídia quem tem credibilidade e quem é que ainda manda. E ainda vai mandar por bastante tempo. E ainda há idiotas que acha que bloguinhos, merdinhas de páginas de facebosta e de canais do YouTube vão acabar com a "velha" mídia. Deixamos esses idiotas sonhar (no caso, está mais para delírio). O bom para eles é que sonhar é de graça e não paga imposto.

E para terminar, só uma pergunta: Quando Snowden publicou que a NSA fazia espionagem e data mining de conversas, ele foi atrás de algum blogunho, de alguma pagininha de facebosta ou de alguma bosta de canal de YouTube para fazer a divulgação? Ou será que ele foi atrás do Washignton Post e do The Guardian?

Quando a Internet vai abandonar o complexo de Watergate?

Antes de começar o texto, vamos fazer uma regressão histórica e retornar ao distante ano de 1974, quando nos EUA quem mandava no mundo era Richard Nixon e acontecera o escândalo de Watergate, que foi um escândalo político em que houve a instalação de grampos e escutas ilegais num escritório do Partido Democrata que ficava num complexo de prédios chamado Watergate (daí o nome escândalo Watergate. Entendeu? Gotcha?).

Descobriu-se que o Partido Republicano (da qual Nixon fazia parte) é que tinha ordenado as instalações. Mas quem estava por trás da instalação dessas escutas ilegais? O jornal Washington Post (mais precisamente dois jornalistas, Carl Bernstein e Bob Woodward) divulgou várias notícias bombásticas mostrando que todo mundo do Partido Republicano estava por trás. E por todo mundo entenda-se todo mundo mesmo, até o presidente Nixon. O fato foi acobertado de todas as formas possíveis, porém houve um momento que não era mais possível e não restou outra alternativa a não ser o presidente Nixon renunciar. Pois é, lá um caso de escutas ilegais fez derrubar um presidente. E lá também não tinha como um presidente dizer que não sabia.

O caso só foi descoberto pois Woodward e Bernstein recebiam informações suculentas e preciosíssimas de uma fonte chamada Garganta Profunda (e sim, o nome da fonte foi baseado no filme). Apenas 30 anos depois o Garganta Profunda se revelou. Era William Mark Felt, diretor do FBI a época, e fez a revelação meses antes de falecer.

Bom, tudo isso é um resumo do que foi o caso Watergate. Quem quiser saber mais, o Cardoso publico este, este e mais este texto sobre o acontecimento. Recomendo muito as leituras.

Voltemos para o ano de 2017 (2016 já era. E que não volte mais, sua puta), na era e na sociedade da informação e do conhecimento. Existem certas pessoas na Internet que vivem aquilo que eu chamo de "complexo de Watergate". São aquelas pessoas, na maior parte das vezes mantenedoras de bosta de blogs políticos, de merda de páginas de facebosta e de canais ridículos de YouTube, que se acham Carl Bernstein e Bob Woodward (que de forma alguma eram o Robert Redford e Dustin Hoffman) recebendo informações "privilegiadas" e "suculentas" do Garganta Profunda. E essas informações "privilegiadas" e "suculentas" sempre veem de outras merdas de blogs políticos, outras porcarias de canais do YouTube, outras porcarias de páginas do facebosta, e-mails e áudios de Whatsapp.

E foi num desses áudios de Whatsapp que eu recebi as informações "privilegiadas" e "suculentas" do Garganta Profunda da semana. Uma idiota que trabalha junto comigo, que segue a máxima de "ligar a Internet e desligar o cérebro" passou um áudio bombástico, em que uma professora (que não tem nome), conversando com a diretora (que também não tem nome) da escola dela (que também não tem nome) soube de um pesquisador da UNICAMP (mais um que também não tem nome) previu que para fins de janeiro ou começo de fevereiro teria uma tempestade catastrófica (para Noé nenhum botar defeito) em Campinas e as escolas já estariam se preparando para servir de abrigo. E junto com esse áudio, tinha outros dois áudios de duas professoras que... adivinhem só... também não têm nome, que se resumiam ao estilo fanfiqueiro de dizer "Eu vi. Eu estava lá. É verdade" e até enfiaram o Diário Oficial no meio da conversa. E o pior é que a idiota mandou essas três merdas às 11 da noite. Ou seja, tarde da noite futucando na bosta do celular. Depois reclama que não dorme direito.

Assim que ouvi os tais áudios, minhas anteninhas de vinil detectaram algo de errado (não pode dizer que agiu ceticamente pois cético e ceticismo são palavras feias. Quase palavrões). Primeiro pela grande quantidade de evasivas. Uma professora sem nome conversando com uma diretora sem nome de uma escola sem nome ouviu de um pesquisador sem nome que algo vai acontecer. Por que não dar nome aos bois? Ausência de nome é um fortíssimo indício de balela, já que histórias que não possuem nomes, nem datas, podem ser reciclados e reaproveitados em outros boatos.

Além disso, outra coisa que dizia que algo não cheirava bem (e não era eu, pois tinha acabado de tomar banho) era de que uma previsão do tempo feita em fins de dezembro ou começo de janeiro estava dizendo o que aconteceria com o tempo para o fim de janeiro ou começo de fevereiro. Ou seja, era uma previsão do tempo com um mês de antecedência. Será que existe algum supercomputador tão foderoso assim que consiga fazer uma previsão do tempo com tanta antecedência?

Outro indício é que a alma caridosa que nos deu essa informação importantíssima disse que a UNICAMP não quer que ninguém saiba (para que não se cause o caos) mas a "professora" quer que o áudio seja divulgado para todo mundo. Deixa ver se eu entendi. Trata-se de uma informação que não é para que ninguém saiba, que deve ser divulgada para que todo mundo saiba?


Com relação à outra "professora" que falou do Diário Oficial, bem, de fato, na edição de 2 de dezembro do D.O. há um decreto do prefeito-radialista (decreto número 19327) para monitorar áreas de risco de deslizamento e desmoronamento. Porém isso é algo que sempre existiu. Não é porque vai ter uma megatempestade para Noé nenhum botar defeito. Repare que boa parte das áreas que serão monitoradas são favelas e ocupações irregulares, que sempre correm esse risco quando há qualquer chuva que seja. Pois é, eu entendo que é difícil para alguém que não presencia essa realidade compreender que algo assim acontece.

E mais uma coisinha que é... bem... o poder público se precavendo de um fenômeno climático? Ainda mais aqui no Brasil? Tás brincando comigo.

Além disso escolas estaduais e municipais servindo com abrigo? Elas não conseguem nem fazer direito a sua atividade-fim (dar aulas), vai se arriscar a fazer outras coisas?

Tudo isso fez com que eu duvidasse dos tais áudios. E eis que o Correio Popular confirmou a minha desconfiança. Suspeitei desde o princípio. Como sempre, o Lucho nunca erra.

E a idiota que mandou esses áudios num grupo de Whatsapp tarde da noite poderia ser atentado para esses detalhes, mas o complexo de Watergate e de se achar o novo Bernstein e Woodward recebendo informações do Garganta Profunda foi maior. Quando será que a Internet vai abandonar o complexo de Watergate? Pelo visto, não tão cedo, já que, longe de querer dar uma de Andrew Keen ou Jaron Lanier, parece que a Internet está emburrecendo as pessoas. E isso porque vivemos na era e na sociedade da informação e do conhecimento.

A menos que se considere como conhecimento palhaçadas como a bosta do criacionismo, ufologia, tratamentos alternativos como musicoterapia, homeopatia, cromoterapia, reiki e outras palhaçadas do gênero, geocentrismo (e Galileu se revira no túmulo), teoria da Terra Jovem (que diz que o planeta tem só 6 mil anos), teoria de que a gravidade não existe, teoria da Terra oca e a BOSTA da teoria da Terra plana.

Top 10 de 2016

E eis que mais um ano se foi-se. E como já virou tradição por aqui (quando acontece mais de uma vez, já vira tradição), assim como foi em 2014 e em 2015, eis o top 10 do ano que se passou.

Pessoalmente tanto os anos de 2015 como de 2016 não foram ruins. Aliás, os meus últimos anos tem sido meio que semelhantes.

Mas não dá para avaliar todo um ano apenas pelo que aconteceu comigo. E a verdade é que se 2015 já foi um ano ruim, 2016 conseguiu ser ainda pior. Em todos os sentidos. A economia passou mais um ano no fundo do poço, são 12 milhões de desempregados (os 15 milhões de empregos que o Lula - diz que - criou, Dilma tratou de destruí-los quase que totalmente. Valeu Dilma. E cada vez mais estou orgulhoso de ter votado nulo em 2014), a política continua uma bosta, mas lembrem-se que o #OGiganteAcordou e foi votar. E se antes, os políticos que estavam aí não representavam o gigantinho millennial da geração Ydiota criado com merthiolate que arde e leite com pera, agora tem-se os políticos que realmente representam esse gigantinho (que por sinal são os mesmos). Além disso, foi eleito nos EUA o alaranjado Trump e em São Paulo o cafona Dória (reclamações, enviem cartas à produção).

E para o blog, 2016 foi horrível. Bati o meu recorde de ano com a menor quantidade de textos publicados. Apenas 21 textos o ano inteirinho. Enquanto isso, os Tumblrs foram cerca de 150 textos publicados em cada um. As ideias estão escasseando, o formato do blog está se esgotando e, se continuar assim, o blog não vai ter mais muito tempo de vida. Justamente quando se aproxima o decênio do Blog do Lucho (será - vai saber - em 31 de janeiro do ano que vem). Decênio esse que o Ceticismo já atingiu. E antes que sugiram, não tenho a MENOR pretensão de criar o Vlog do Lucho. Não tenho paciência para criar e editar vídeo, o retorno é mínimo e eu tenho um emprego que toma bastante do meu tempo.

Além disso, a gentalha, o gado que usa o facebosta e se acha fodalhão por ter conta naquela pocilga, destratando quem por livre e espontânea vontade não tem conta neste lixo continua na mesma mediocridade de sempre.

E para corroborar a coisa pavorosa que foi o ano de 2016, em novembro aconteceu aquele trágico acidente aéreo que dizimou praticamente toda a equipe da Chapecoense e vitimou diversos profissionais da imprensa esportiva. Não chorei, mas confesso que fiquei com o coração bem pequenininho e bem apertado. A última vez que fiquei dessa maneira foi há 20 anos, quando os Mamonas Assassinas se foram. #ForçaChape. #ForçaChapecó

Foi muito triste o que aconteceu com a Associação Chapecoense de Futebol e mais triste ainda (além de revoltante, nojento, asqueroso e abjeto) foi o que fez um blog noticioso mantido por um jornalista e escritor que ganhou tudo quanto foi prêmio que se aproveitou da tragédia para conseguir alguns cliques e ganhar uns caraminguás. Porém o castigo veio a cavalo e o tal bloguinho se fudeu soberbamente.

Ah!! Uma coisa que eu lembrei. Em 2016 faleceu Fidel Castro. Foi só uma coisa que eu lembrei. Não tem nada a ver.

Bom, mas chega desse tom funesto e como não sou Rede Globo para fazer retrospectiva, então chega de falar do ano que se foi. Vamos falar do blog. Vamos à lista, pois já foram mais de 3000 caracteres e nada da bendita. Quem não leu, poderá lê-los e quem já leu, poderá lê-los novamente.
  • A coisa está realmente ruim, né Abril? A editora Abril, a fim de aumentar o seu gado público, me mandou uma sensacional promoção, em que teria desconto de 50%, por um período de tempo, a três maravilhosas revistas que ela publica e ganharia também... um cooler. Para mim, que não bebo, é um prêmio fantástico. Mas mesmo assim, declinei. Desculpa, é a crise.
  • Como usar este, esse e aquele. Uma dica de ortografia, de gramática e de português do professor Pasquale Lucho
  • "Quem garante todos os empregos não é o empresário, sindicalistas ou governantes. São os consumidores". Lembra quando houve aquela iniciativa a Anatel de limitar a banda larga fixa (aliás, mais uma razão do porque 2016 foi uma bosta)? Foi falado do graaaaaaande poder que o consumidor tem que é o boicote (mas se todas as empresas de Internet decidirem colocar limite, como vai fazer boicote?) e teve até participação do asnonymous (já que eles pirateiam a efígie de Guy Fawkes, que mal tem piratear também a principal frase da HQ?). Mas aí o saudoso George Carlin mostra como as empresas e os empresários temem os consumidores.
  • O paradigma do relógio parado... ou quando concordei com Bolsonaro. Pois é. Quem diria que um dia eu ia concordar com alguma coisa dita por essa attention whore. Mas é claro que foi algo muito especial. Foi porque ele disse apenas a verdade sobre os inúteis, ridículos, idiotas, inúteis e imprestáveis vereadores de Campinas. Voltaremos a falar deles.
  • Blog do Lucho na luta pela fosfoetanolamina. Um texto irônico (Ah!! Cê jura??) para pegar no pé do pessoal que quer que a bostoetanolamina seja colocada, a força, para ser distribuída como remédio, sem qualquer tipo de comprovação a respeito da eficácia da mesma. Inclusive um dos que mais atuou para que a pilulinha mágica fosse distribuída, na canetada, foi a attention whore do texto de cima. Pessoal esqueceu do que aconteceu com a talidomida. Aliás, fosfoetanolamina também foi mais uma razão do porque 2016 foi um lixo.
  • Quando o analfabetismo funcional cruzou o meu caminho. Ou... quando um integrante da seita religiosa ufológica e dos homens gigantes não teve a capacidade de entender o que eu quis dizer num comentário curto. O analfabetismo funcional se agrava cada dia mais.
  • Feliz dia do Saci. Para você que lembra só hoje que existe folclore nacional. Esse foi um texto que fazia bastante tempo que queria ter escrito. Mais para mostrar uma das muitas iniciativas geniais do comunista negacionista do aquecimento global Aldo Rebelo (o mesmo que não queria inovação tecnológica e acabou sendo ministro de ciência e tecnologia). E o mais gozado é que os cretinos que comemoram o dia do Saci no dia 31 de outubro, só de pirracinha, não sabem que dia 22 de agosto foi instituído como o dia do folclore nacional. E isso há 50 anos.
  • Hoje é um dia bastante especial. Enfim, depois de muito tempo que comecei a usar a extensão, cheguei a 1 milhão de itens bloqueados no Adblock. E vou continuar a usá-lo. No meu computador, mando eu.
  • Comédia Municipal de Campinas. Os vereadores de Campinas dando ainda mais razão ao que disse a attention whore que, desgraçadamente, é meu concidadão. Moção de aplauso à eleição do alaranjado Trump, dia do estagiário e dia do Coach. Alguns vereadores não foram reeleitos (talvez tenha sido falha na Matrix), mas a maioria se reelegeu. E também se reelegeu o prefeito-radialista. A população merece. A cidade não, mas a população sim.
E o texto que mais gostei de ter escrito foi este:
  • Ser famoso na Internet é como ser rico no Banco Imobiliário - A prova. Esse foi particularmente um texto que gostei de ter escrito. Decidi dar uma de cético e ver se essa frase é verdade. E provei que realmente é verdade. Ser famoso na Internet pode até massagear o ego ou dar algum indício de relevância, porém não serve para bosta nenhuma na vida real. Se não serve nem para levar uma pessoa para doar sangue, para o que é que presta então?
E é isso (nem sei como consegui selecionar 10 textos com a quantidade tão exígua de textos). Se ano passado prometi mais textos, este ano prometo não fechar a birosca. Mas será difícil.

Comédia Municipal de Campinas

Eu escrevi há um tempo um texto a respeito de um dia estranho em que eu concordei com alguma coisa que fora dita pelo bostanaro, que era a respeito dos ridículos vereadores que estão aboletados na Câmara Municipal de Campinas. Para quem não se lembra do tal texto, ei-lo aqui.

Mostrei então naquele texto alguns acontecimentos com os nobres edis de Campinas que fez com que eu concordasse com o bostanaro, como, por exemplo o beócio do Cid Ferreira que disse a um jovem negro que ele era lindo pois era branco, tinha nariz fino e olhos azuis e, a maior patetada de todas, a probosta do vereador-radialista Jota Silva de criar o dia do "é gol da Alemanha".

Logo depois dessa declaração do bostanaro (que convém sempre lembrar, apesar de ter feito a carreira política dele no Rio de Janeiro, nasceu, estudou e se criou aqui em Campinas. Desculpa aí população carioca, população fluminense e população brasileira) o que os vereadores de Campinas fizeram para mostrar que não são um bando de cretinos inúteis? Lançaram uma moção de repúdio ao que o bostanaro disse. Além disso, Cid Ferreira disse que "além de deixar de ser homem, deixou de ter caráter". E logo na sequência, Cid Ferreira bloqueou o bostanaro no facebosta.

Por uma falha na Matrix, acabou que tanto Cid Ferreira como o vereador-radialista Jota Silva não foram reeleitos. Não sei o que aconteceu. Talvez tenha sido uma falha na Matrix.

Aliás, abrindo parêntesis: Campinas que já foi conhecida como a cidade natal de Antônio Carlos Gomes (tá bom. Também é a cidade natal de Guilherme de Almeida) atualmente é mais conhecida como a cidade natal do bostanaro e do orvalho do caralho. Quero ir para outra cidade. Fecha parêntesis.

Mas será que, desde esse dia, os vereadores de Campinas tem feito mais coisas de modo a serem caçoados? Nah!! Claro que tem. Vocês acham mesmo que eu escreveria um texto se não tivesse o que mostrar.

Após essa entrevista, assim que Trump foi eleito presidente dos EUA, os nobres edis de Campinas fizeram uma coisa muito importante. Decidiram lançar uma moção de aplauso à eleição do alaranjado.

Mas não foi só isso. Para não serem acusado de serem imperialistas entreguistas americanistas, os edis campineiros se preocupam com o que acontece no país. E sabem que o país passa por uma séria crise econômica.

Os vereadores campineiros, cientes da responsabilidade que possuem, decidiram olhar sob a ótica dos empresários (sejam micro, pequeno, médio ou grande empresários) e viram que toda empresa possui um importante elemento, sempre ignorado, que é o estagiário. O que os vereadores de Campinas fizeram em prol do estagiário? Isto:



E não é só isso.

Olhando novamente sob a ótica dos empresários, eles viram que também existe uma importante figura que ajuda tudo quanto é empresa a ser uma grande empresa. Sim, é dele que eu estou falando:




Sim, os coaches, os palestrantes profissionais, aquele pessoal que não tem a menor ideia do que é que o seu trabalho, do que você faz no seu trabalho e assim mesmo vai dar altas dicas sobre seu trabalho (claro que antes recebendo um módico valor de dez mil reais, pois o tempo e as palavras dele são extremamente valiosos) dizendo que você é culpado, que você não faz nada direito, que você não se envolve, que você não veste a camisa, que você não busca a automotivação, que você só quer saber de receber o seu salário, que você não ama o que faz (afinal, as contas se pagam com amor) e vai ficar uma hora e meia a duas horas dizendo um monte de bobagens, falando, falando e falando e não dizendo nada e você, no fim das contas, sai de lá com cara de "o que foi que esse cara quis dizer no fim das contas?", sendo que, nessa uma hora e meia a duas horas, o funcionário poderia... sei lá... estar a produzir. Afinal, para o empresário vale muito mais a pena pagar esses dez mil reais uma vez por ano do que aumentar os salários dos funcionários. Sem contar que, não raro, o empresário recebe o dele por fora.

Detalhe que os dois projetos de lei foram criados pelo mesmo vereador.

Falei de falha na matrix alguns parágrafos acima dizendo que Cid Ferreira e o vereador-radialista Jota Silva não terem sido reeleitos pois realmente foi uma falha na Matrix, já que o vereador Carmo Luiz foi reeleito. Assim como boa parte dos vereadores que eu citei naquele meu texto, bem como o prefeito-radialista. E sabem de uma coisa? A população merece. A cidade não, mas a população merece. E como merece. Não adianta aparecer sofativista filho da puta dizendo "eççis puliticus naum mim reprezentão", pois representam sim. Adiantou de algo saber que #OGiganteAcordou? Pois é, acordou e elegeu desses bostas que vemos por aí.

E com os políticos que temos por aí, aparecem os engraçaralhos pra cadinho dizendo que devemos mandar todos eles para a ilha da Queimada Grande, ou que deveria soltar uma cobra extremamente peconhenta no congresso nacional ou sofativista jaspion que acha que deveria ter um serial killer dos Satan Goss (a.k.a políticos corruptos filhos da puta).

Eu, de minha parte, tenho uma solução diferente. Que tal mandar para a ilha da Queimada Grande todos que votaram nesses bostas (e nessa também poderia ir #OGiganteQueAcordou)? Ou então que tal se essa cobra extremamente peçonhenta picasse esse mesmo pessoal que votou nesses desgraçados  (e que também picasse #OGiganteQueAcordou)? Ou melhor ainda, que tal termo um montes de Jaspions seriais killers que matassem todos os MacGaren (a.k.a. eleitores lazarentos que votaram nesses filhos da puta)?

O que vocês acham?
 

Eu sei quem você é

Em sei quem você é, de onde você é o que você está usando para acessar a Internet. Duvida? Então toma:


Powered by IPAddressLocation.org

Se quiser me xingar, vai em frente. Mas o seu IP ficará registrado.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST