Pesquisar este blog

Prezado cliente, ative o seu cartão de chaves ou evite o bloqueio de sua conta.

Aviso sério. Recebi uns SMS falando para ativar o cartão de chaves ou evitar o bloqueio de contas. A quem tiver conta nestes bancos, por favor ligue para os seguintes números:

Santander:
  • (11) 99793-8818.
  • (11) 94355-6559.
  • (11) 97125-4919.
Banco do Brasil:
  • (11) 99732-1415.
  • (11) 98144-7059.
Mas atenção. Se for ligar, ligue de um telefone público (orelhão, porra!!). E ligue a cobrar. Especialmente se você for do Rio Grande (do Norte ou do Sul), Roraima, Amazonas ou Acre.

Esse é um texto que tende a crescer.

"Queremos concurso público para todos os cargos políticos e o fim das cláusulas pétreas"

Chega de comemorar os 10 anos do blog. Voltemos a nossa programação normal. O título desse texto foi uma frase que eu li por aí. Sim, trata-se de mais uma palhaçada sofativista que da Internet. Incrível que parece que eu tenho um ímã que atrai essas idiotices. Dividindo ao meio mais esta sensacional revolução de sofá.

A primeira parte é aquela ideia ignorante, burra, pateta, estúpida, imbecil, pacóvia, beócia, néscia, babaca, sambanga, retardada, tola, lorpa, cretina, mongol, bocó, tansa, apedeuta, parva, moloide, mocoronga, songamonga, asinina, paspalha, estulta, obtusa, atoleimada, palerma, lesa, débil, mentecapta e completa e totalmente idiota de se fazer concurso público no lugar das eleições.




Sim, os retardados aproveitaram o site de sugestões legislativas do Senado para propor essa ideia idiota, como muitas ideias idiotas que já foram propostas por lá.

Voltando a proposta genialmente retardada, os sofativistas querem que as eleições sejam substituídas por concursos públicos pois eleições não são nada democráticas, já que para se candidatar a algo a pessoa tem que... Óh!! Que horror!!... se filiar a algum partido político. Óh!! Que horror!!

Já concursos públicos são muito mais democráticos, pois qualquer um pode fazer um concurso e, independente se for pobre ou rico, todo mundo tem a mesma chance de passar. O que é a mais absoluta verdade, já que quando um miserável é aprovado num concursos público, num vestibular ou ganha uma nota alta no ENEM, ele quase não é notícia por uma semana.

Sem contar que... não é no Brasil que tudo é fraudado? Loteria é fraudada, urna eletrônica é fraudada, ENEM é fraudado, vestibular é fraudado, concurso público é fraudado. Sempre ouço falar que tudo aqui no Brasil é fraudado. Quer dizer, sempre ouço isso da boca (e da pena) dos fracassados, dos perdedores, dos incompetentes para tentar justificar a própria inépcia.

Agora vamos para a segunda parte em que se quer abolir todas as cláusulas pétreas. Certamente quem escreveu essa bosta não sabe o que são cláusulas pétreas.

O que? Você também não sabe? Tudo bem, para você que está lendo este texto eu explico, pois você é gente boa pra caramba (além de ter um excelente gosto). Cláusulas pétreas são aquelas partes da Constituição que não podem ser alteradas por meio de emendas constitucionais. A única maneira de alterá-las é por meio de uma nova Constituição.

E quais são as cláusulas pétreas? Elas estão no §4° do artigo 60 da Constituição e incluem o voto secreto, separação dos poderes, forma federativa do Estado e os direitos individuais (o famoso artigo 5°).

Então, com o fim das cláusulas pétreas, os genialmente retardados sofativistas muito bem intencionados (e todos nós sabemos qual o lugar que está cheio de boas intenções?) querem acabar com as seguintes coisinhas:

  • O voto secreto.
  • A separação dos poderes. O que significa que presidente pode fazer o papel de Executivo, Legislativo e Judiciário. Olha, até houve um período recente em que isso de fato acontecia.
  • A manifestação do pensamento.
  • O direito de resposta e indenização por quaisquer tipos de danos (em outras palavras, processo. Sim, processar também é um direito da pessoa. E lide com isso).
  • A liberdade de culto e de crença.
  • A liberdade de exercício da atividade científica, artística e de comunicação.
  • O direito à privacidade e intimidade.
  • A inviolabilidade do lar.
  • A inviolabilidade das correspondências.
  • A liberdade de exercício de qualquer profissão, desde que atendidas os requisitos para a mesma (sim, exame da OAB e residência médica não têm nada de inconstitucional. E novamente, lide com isso).
  • A liberdade para se fazer parte de qualquer tipo de associação.
  • A liberdade para entrar e sair do país.
  • O direito a propriedade.
  • O direito a herança.
  • O direito do consumidor.
  • O benefício do réu em caso de dúvida (sabe aquilo de IN DVBIO PRO REO? Então, não mais existiria).
  • Vai poder condenar a pessoa mesmo que ela não seja considerada definitivamente culpada (sabe aquilo de "ninguém é considerado culpado até que se prove o contrário"? Então, pau no cu disso também).
Muito bem intencionado esse pessoal, não acham? É gente querendo acabar com direitos e liberdades individuais, é gente querendo acabar com o voto secreto, é gente querendo acabar com a separação dos poderes, é retardado querendo que presidente casse senador ou deputado. Vocês ainda acham que foi uma boa ter retirado do currículo escolar as disciplinas de EMC (Educação Moral e Cívica) e OSPB (Organização Social e Política do Brasil)?

Se bem que nem sei porque fiz essa pergunta. Mesmo que ainda existissem, seriam mais duas disciplinas que os alunos (aluno não é estudante) levariam com a barriga, dizendo "nunca vou usar essa merda para nada". Assim como acham que matemática é inútil e nunca vai ser usada para nada mas ficam horrorizados quando veem que a dívida no cartão ou no cheque especial dobrou de um semestre para o outro, sendo que os juros são de "apenas" 14% ao mês ou quando querem dar uma de espertaralhos mas passam vergonha na Internet querendo mostrar que sabem da disciplina ao fazer uma pergunta com todas as alternativas erradas. Mesma coisa com biologia, para depois ficarem horrorizados e chocados em ver como a filha de um cantor sertanojo se parece demais com o próprio cantor sertanojo.

Assim como aconteceu em 2000, 2003, 2006, 2009, 2012, e 2015, em 2018 acontecerá mais uma edição do PISA. Lá vem mais um festival de schadenfreude.

10 anos de Blog do Lucho

Quinta-feira, 31 de janeiro de 2008. Até pareceu aquelas vinhetas informando o dia do SBT, quando ainda era TVS (eu era bem criança, antes que queiram calcular a idade). Parece que foi ontem que abri a bodega e comecei o Blog do Lucho.

E agora vendo aqui e se passou 10 anos!!! 10 anos na vida de uma pessoa já é bastante coisa. Para a Internet então, é praticamente outra era. E não é exagero, pois 10 anos atrás (ou há 10 anos. É errado dizer "há 10 anos atrás") não existia WhatsApp, mal fazia 3 anos de YouTube e 2 anos que o Google o comprou, o facebosta ainda não tinha se estabilizado no Brasil (podia ter continuado assim), o Twitter mal tinha dois anos e engatinhava (atualmente se rasteja, estertora e sabe-se lá como ainda existe), não existia esta grande faculdade de humanas chamada Tumblr, o Gmail não tinha nem cinco anos e continuava com aquela política de aumentar seu espaço de armazenamento (que era de incríveis 4 gigabytes) numa taxa de 4 bytes por segundo, não existia Google Drive, One Drive, Drop Box e outras soluções para armazenamento em nuvem e o finado Orkut (que era muito melhor que o facebosta) ainda era relevante e muito usado. Exagero dizer que era outra era?

Mas nessa outra era já existia o Blogger. E foi numa outra era que dei o pontapé inicial. Com direito a dois textos no mesmo dia (já que se falou sobre o finado Orkut, o segundo texto foi sobre uma falha de XSS no Orkut).

E como falei de dois textos publicados no mesmo dia, os primeiros anos foram bastante produtivos. Em 2008 foram quase 100 textos. Em 2009 foram quase 90 textos. Em 2010 caiu um pouco, mas mesmo assim foi bastante, por volta 60 textos. Já a partir de 2011 a quantidade despencou de vez e desde então e não tem sido mais do que 45 textos por ano. Como já disse algumas vezes aqui, cheguei numa fase em que as ideias para novos textos escassearam, comecei a perder ânimo para escrever, outros projetos chegaram a tomar praticamente todo meu tempo e até pensei em encerrar as atividades. Por sorte, no meio do ano passado as ideias começaram a ressurgir e o blog ganhou fôlego.

Quanto a visitação? Não vou mentir. O blog nunca foi um sucesso de visitas. Tive alguns raros picos de visitação, mas isso aconteceu quando algum texto do blog foi publicado nesses sites de grande visitação (como o Ueba). Mas isso foi na outra era, pois na era atual só existe dois sites: YouTube e facebosta. E não pretendo criar página no facebosta, muito menos virar youtubeiro. Até porque não tenho R$ 30 mil para fazer vídeos (entendedores entenderão).

E por nunca ser um sucesso de visitação, também nunca foi um sucesso de comentários. Aliás, comentários são um capítulo a parte. Apesar de estar no Blogger, sempre achei o sistema de comentários do Blogger uma belíssima bosta. Comecei usando o Haloscan, mas aí ele ia começar a cobrar e troquei pelo Disqus. No começo engolia o Disqus, para não ter que usar o sistema do Blogger. Mas aí passou-se o tempo e comecei a gostar dele (tanto que o coloquei no O Sofativista). No começo deixei liberado para qualquer um mas depois passei a restringir a quem tem conta no Disqus (pena que não dê para remover a opção para que usuários do facebosta possam logar e comentar e eles não pretendem fazer isso). Com essa restrição, o blog que já não tinha comentários passou a ter praticamente nada. Mas vendo o nível da argumentação que se tem na Internet, esse é um típico caso em que menos é mais. Idiota que se acha no direito de invadir propriedade privada alheia e dizer impropérios e desaforos usando recursos alheios? Not on my watch!!

Mas apesar de nunca ter sido um sucesso de visitação, nem de comentários, não me queixo disso. É o preço que pago por ser tão ruim em fazer marketing (ou melhor, por não fazer marketing). Mesmo assim, continuo a escrever aqui. Pois gosto, quero ou sinto que tenho algo a dizer (nem que seja para chutar o balde, enfiar o pé na jaca ou jogar bosta no ventilador e escrotizar de vez). Blogs já eram? Blogs morreram? Blogs são coisas do passado? Ninguém mais quer saber de blogs? Que seja. Continuo por aqui. Há momentos em que o melhor é fazer parte da minoria.

E mesmo nunca tendo sido um sucesso de visitação, nem de comentários, eis que consegui fazer alguns amigos aqui na Internet. E também consegui alguns desafetos. E é algo que me deixa muito orgulhoso, tanto ter os amigos (selecionadíssimos) que tenho, como os inimigos (também selecionadíssimos). Como escreveu Vitor Hugo, desejo que você tenha amigos e que também tenha inimigos (você se lembrou de uma música do Frejat, mas a origem dessa frase é de um poema de Vitor Hugo).


Enfim, o importante é que blog hoje está aniversariando. 10 anos de existência. E pretendo continuar, sabe-se lá até quando. Parabéns para mim. E tudo de bom para mim. E daqui duas semanas será aniversário do blogueiro. Novamente, parabéns para mim e tudo de bom para mim.

"Para que aprender matemática? Matemática é inútil. Não serve para nada"

Vi uma coisa no Twitter que eu não aguentei e tive que colocar aqui. É a imagem abaixo:


Os meus 3,14159265358979323846264338... leitores já sabem que se eu coloco aqui algum conteúdo que eu acho na Internet é porque há algo de errado com ele. E esses meus leitores me conhecem muito bem pois também há algo de errado com essa imagem.

O que há de errado com essa imagem? Coisa pouca, apenas que todas as quatro alternativas aí estão erradas. Quando você vai resolver uma expressão aritmética, a ordem com a qual você vai resolvê-la não é a ordem de leitura. Existe uma ordem a se resolver esse tipo de expressão, que é conhecida pelo acrônimo PEMDAS. Esse acrônimo diz que:

  • Primeiro você resolve tudo que está dentro dos Parêntesis.
  • Depois você resolve todas as Exponenciações (lembrando que raiz também é exponenciação).
  • Logo em seguida você resolve todas as Multiplicações e Divisões.
  • E por fim, resolve-se todas as Adições e Subtrações.
Fácil, né? Muito legal, não é verdade?

No caso da imagem, temos uma adição e uma multiplicação. Então, segundo o PEMDAS, a multiplicação seria a primeira a ser resolvida.

"Mas ela aparece depois"

Não importa. Multiplicação e divisão tem preferência sobre adição e subtração. No caso aí é feita a multiplicação de 2 por 4, que é igual a 8. Aí depois é feita a adição de 2 e 8, que é igual a 10. Portanto o resultado da conta da imagem é 10.

Para defender aí o tuiteiro, essa conta até daria 16 se a soma estivesse entre parêntesis, dessa forma: (2 + 2) x 4.

"Pode ser que ele tenha esquecido dos parêntesis"


Desculpa, mas eu não sou telepata para saber o que estava pensando e quais as reais intenções de quem quer que seja. Ele escreveu sem parêntesis e portanto a expressão é resolvida como se ela não tivesse parêntesis.

Mas tudo isso que eu disse é matemática. E como todos nós sabemos, matemática é inútil, matemática é imprestável, matemática não serve para nada, nunca na vida que alguém vai usar essa bosta chamada matemática enquanto vê que a dívida no cartão de crédito não para de aumentar e amaldiçoa governo e bancos por conta disso (não que eles sejam santinhos, muito ao contrário, mas ao menos nessa, ambos não têm culpa de nada). Sem contar que essa porra dessa matemática é extremamente racista e por causa disso, é mais do que mandatório e peremptório que haja cursos de afromatemática.

Olha, até pode ser verdade tudo isso. Mas com ela ao menos você não passa vergonha na Internet.

E lembram da notícia dizendo que 92% da população não tem domínio do idioma? Pois é. Isso é com relação ao idioma, pois quando se trata de matemática, a coisa consegue ser ainda pior. Mas ao menos as pessoas sabem que 2 multiplicado por zero é zero. Ou será que nem isso?

Resultados do ENEM 2017. Começou o festival da schadenfreude

Enfim, os resultados do ENEM 2017 acabaram de sair. Na verdade já saíram. Foi na quinta-feira, dia 18, porém só neste exato momento que tive tempo para sentar a bunda na cadeira e escrever este texto. Algum problema?

No texto do Top 10 de 2017 eu disse que estava aguardando efusivamente pelas notas do ENEM de 2017, pois se nessa última edição o show dos atrasados foi fraquinho, os asnos... quer dizer, os astros do ENEM tinham que se destacar em outro quesito. E esse quesito seria as notas das redações, pois numa prova cujo tema foi "Os desafios para a formação educacional dos surdos no Brasil" teve gente sugerindo inclusão de rampas para locomoção e sugerindo o uso do Braille. Pois bem, os resultados saíram e eis que não fiquei decepcionado.

Segundo esta notícia da imprensa-golpista-burguesa-conservadora-fascista-reacionária-autoritária-malvada-feia-chata-boba-elitista-racista-branca-de-olhos-azuis de um site vinculado e pertencente à #GloboLixo, a quantidade de redações com nota máxima no ENEM, que na edição passada foi de ridículas 77 redações, nessa última edição caiu para ainda mais ridículas 53 redações (o que dá 0,0011% de todas as redações corrigidas).

Achou legal esse dado? Calma que vai ficar mais legal. A quantidade de redações com nota zero que no ENEM de 2016 foi de 84236 redações (e que já foi maior que em 2015, quando 53 mil redações foram zeradas), em 2017 saltou e foi para 309157 redações, um aumento de 267,01%. E melhora ainda mais, pois a quantidade de redações que fugiram do tema aumentou em 542%.

Achou legal isso? Mas calma que vai ficar ainda mais legal. Segundo a presidente do INEP (que deve ser uma pedaboba que reza a cartilha de São Paulo Freire. Aliás, só está onde está pois deve rezar a cartilha dele), mesmo com todos esses dados maravilhosos, com a queda de redações com nota máxima, com a triplicação de redações zeradas e com a sextuplicação de redações fugindo do tema, "não aumentou tanto" assim os casos e esse aumento é algo que "é absolutamente normal". Além disso, "isso é absolutamente normal. Não é uma coisa que chama a atenção". Bacana, né.

Lembra de um dos astros do show das redações? Pois bem, olha só como ele se saiu.

Vocês aí deram bastante risadas, né? Pois é. Eu também dei. Usei e abusei da schadenfreude, porém agora falarei algo que fará todos vocês chorarem (e a mim também). Todos essas 309 mil pessoas que tiveram suas redações zeradas possuem título de eleitor. Não só isso. Todas essas 309 mil pessoas fazem questão de exercer o seu sagrado direito ao sufrágio. E não é só isso. O voto dessas 309 mil pessoas vale o mesmo que o voto de todos vocês (e o meu também). Eis aí porque existe tantos políticos toscos por aí. Mas a urna eletrônica que é manipulada, que é fraudada, dirão os conspiradiotas.

Mas no meio de tanta bosta, eis que tiveram coisas boas, como, por exemplo, o carinha que tirou 993,9 na prova de matemática. Gostaria muito de conhecer e apertar a mão dessa pessoa.

Aula prática de falácia.

Não faz muito tempo, existia um site em língua portuguesa chamado Sua Falácia que mostrava alguns tipos de falácias e exemplos em que essas falácias ocorriam. Infelizmente o tal site em língua portuguesa não existe mais, mas em compensação existe um site em língua inglesa com o mesmo propósito. O tal site se chama Your Logical Fallacy Is.

Neste site também são mostradas algumas falácias bastante comuns. Uma dessas falácias que é explicada pelo site é a falácia do declive escorregadio, que também é conhecida como falácia da bola de neve ou falácia da derrapagem, que é aquela falácia em que um acontecimento A leva a um acontecimento B, que leva a um acontecimento C e assim por diante e no fim da história tudo isso leva a acontecimentos daninhos, escabrosos, amedrontadores ou repugnantes. É uma falácia pois quem a usa nunca fala como ou porque A está relacionado com B, B relacionado com C, C relacionado com D e assim por diante, nem como A enfim se relaciona com os acontecimentos daninhos, escabrosos, amedrontadores ou repugnantes.

Muito bem. Muito bom, agora vocês sabem sobre essa falácia, mas que tal ver uma aplicação prática dessa falácia? Pois muito bem, eis aí uma aplicação dela:


Pois é. Tinha que ter um maravilhoso blogueiro político para colocar uma falácia em prática.

E que gênio é o tal blogueiro político. E faz toda lógica e todo sentido o que ele disse, pois o fato do governo querer sobretaxar tabaco e produtos de limpeza certamente levará a nos privar de comprar tênis da Adidas, chocolates da Nestlé, livros e até mesmo iPhone. Isso me fez lembrar que quando foi aprovada a lei 12089/2009 que proíbe a matrícula de alunos em mais de uma universidade pública ao mesmo tempo e teve comentaristas portal de notícias achando que proibir matrícula em mais de uma universidade pública simultaneamente levaria a querer exilar ou fuzilar quem estudou em escola particular ou então proibir de se comprar meia, cueca, feijão e calças. Pois é. Quando a sua linha de raciocínio é a mesma da "linha de raciocínio" de comentaristas de portal de notícias é caso perdido e não há nada que se possa fazer.

E claro, sempre tem que por a culpa do PT em tudo (aqui eu já teria sido "xingado" de petralha, mortadela, coxinha, esfirra, calzone, manicaretti, ravioli, risoles se alguém lesse esse... corrigindo, este blog).

Repetindo, tinha que ter um maravilhoso blogueiro político para colocar uma falácia em prática. O que seria de nós se os maravilhosos blogs e blogueiros políticos não existissem (será que realmente querem que eu responda?).



Ah!! E Orwell deve ter ficado assaz lisonjeado com a homenagem.

Para terminar, eu sei que vocês querem saber qual é o tal blog político e que até mesmo já foram ao Google pesquisar, afinal de contas tenho pouquíssimos, mas inteligentíssimos leitores que sabem usar buscadores de Internet, que sabem que a Internet não começou quando foi criado o facebosta e que sabem que Internet não é o facebosta. A vocês já digo. Podem parar as pesquisas, pois o tal bloguinho politicuzinho não existe mais (publicando textos assim não me surpreende que tenha encerrado as atividades), mas para que, senão, que existe o Archive.org (que vocês também certamente sabem que existe)?

Cuidado!! Reative o seu cartão Sodexo ou morra de fome.

O primeiro texto de 2018 é dedicado a mais um golpe. Quer dizer, a mais uma informação muito importante de Internet. Na verdade é o segundo, pois o primeiro texto foi o Top 10 de 2017.

Eu disse importante no parágrafo anterior? Importantíssima, pois envolve uma das necessidades mais básicas do ser humano. A sua necessidade de se alimentar.



Pois é. Olha só que mensagem mais do que importante. Já pensou, na hora que você estiver fazendo as suas compras do mês ou então vá fazer a sua refeição você vê e... PÁ!!!! Seu cartão está bloqueado. Seria horrível uma coisa assim, não é verdade? Então bora colocar todas as suas informações do seu cartão alimentação para atualizá-lo, reativá-lo e para que isso não aconteça.

Opa? Calma lá. Inserir todas as informações do meu catão alimentação? Isso aí tem cara de golpe. E além do mais, porque uma mensagem dizendo que meu cartão alimentação será bloqueado por que a mensagem não disse o meu nome? Aliás, desde quando o Sodexo sabe o meu e-mail pessoal, já que quem cria o cartão alimentação é a empresa onde a pessoa trabalha e eu nunca passei meus e-mails pessoas a nenhuma empresa onde eu trabalhei.

Aliás, já que é uma informação referente ao meu cartão de alimentação, porque não colocou o número completo do bichinho, preferindo colocar só os seis primeiros números dele (também conhecido como BIN) já que todos os cartões alimentações possuem esse BIN? Faça aqui o teste.

Portanto, está na cara que se trata de mais um golpe. Um golpe um tanto quanto antigo aliás. A Sodexo (aliás, nenhuma administradora de cartão) envia e-mail pedindo atualização de informação. Ainda mais enviar e-mail feio e mal feito e pedir informações por meio de uma página feita nas coxas.

Top 10 de 2017.

E mais um ano chega ao seu ocaso (2017) e outro ano anuncia seu alvorecer (2018). E teremos bastante coisa neste ano que se inicia, pois é ano de Copa de Mundo (e como não é no Brasil, não corremos o risco de acontecer um Mineiraço ou Maracanaço. Mas pode ser que haja um Luzhnikizaço,  um Kazanzaço, ou um Zenitizaço). Ainda falando em Copa do Mundo, em 2018 fará 20 anos que a CBF entregou a Copa de 1998 para a França, afinal os Pachecos têm um seríssimo problema em reconhecer que outra seleção jogue melhor e mereça vencer. Quando a seleção da CBF ganha, aí não há complô algum, né?

E como todo ano de Copa, também teremos eleições presidenciais. E essas eleições prometem muito. Prometem ser as eleições com o pior material humano da história das eleições presidenciais em termos de candidatos, já que bolsomito, doutor gay Ray e outros lixos querem ser presidente (sem contar o Luciano Huck, que queria realmente ser presidente, só desistindo da ideia estapafúrdia aos 45 do segundo tempo). O que me incomoda nem é tanto eles se candidatarem, mas os possuidores de título de eleitor que certamente votarão nesses pangarés. Depois tem gente que fica iradíssima quando se diz que todo povo tem os políticos e o governo que merece. E pior que o material humano que se candidatará, serão as campanhas eleitorais, que tenderão a ser as piores possíveis e imagináveis. Preparem-se para a baixaria.

Além disso, em janeiro de 2018 virá os resultados do ENEM de 2017. E os resultados desta última edição são mais do que esperados, pois se o show dos atrasados foi fraquinho, o show das redações será um espetáculo, com gente falando de Braille numa redação sobre inclusão educacional de surdos. Aqui um dos atores do show das redações. Vocês estão dando risadas? Pois eu vou dizer agora uma coisa que fará vocês chorarem. Aproveitando o gancho de que 2018 será ano de eleições presidenciais, todo esse pessoal tem título de eleitor.

Ainda falando sobre o show dos atrasados do ENEM que em 2017 foi fraquinho...


Aí você pergunta ao jornaleiro lacrador desgraçado lazarento filho duma ronca e fuça o que ele faz e...


Mas vamos deixar esporte, política, ENEM, jornaleiros lacradores, bolsomito, doutor gay Ray, Luciano Huck, pessoas que sugerem Braille para inclusão educacional de surdos e outras criaturas primitivas que estão lá embaixo na escala evolutiva e o ano que começa de lado e vamos falar do blog. Aqui para o blog as coisas melhoraram um tiquinho. Apesar de ter ficado os meses de fevereiro, março, maio e outubro sem publicar nada, consegui publicar mais textos em 2017 do que em 2016, quando foram apenas 21. Disse no Top 10 de 2016 e repito, as ideias estavam se escasseando, estava meio que perdendo a vontade de escrever, outros projetos estavam tomando boa parte do meu tempo e, do jeito que estava, havia um sério risco de ter que fechar a bodega. Mas de repente, parece que as ideias para novos textos voltaram. Coincidentemente, elas voltaram a surgir e o blog ganhou fôlego depois de eu ter colocado HTTPS aqui (aliás, essa foi uma grande novidade).

Como virou tradição no blog, assim como aconteceu em 2014, 2015 e 2016, segue o Top 10 de 2017 no primeiro dia deste ano especial, pois no dia 31 de janeiro o Blog do Lucho completará 10 anos de existência. Olha só, UMA DÉCADA de Blog do Lucho. Quem diria:
  • Quando a Internet vai abandonar o complexo de Watergate? O primeiro texto de 2017 foi inspirado. Escrevi pois estava de saco cheio desse pessoal que se acha Bernstein e Woodward recebendo informações privilegiadíssimas do Garganta Profunda (quase sempre merda de áudio ou texto de zapzap, ou mensagem no facebosta, ou merda de blog político). E o que fez transbordar o meu copo d'água foi uma retardada idiota débil mental imbecil estúpida que trabalha comigo que mandou áudio de zapzap de uma professora sem nome de uma escola sem nome que ouviu de um professor sem nome que um megadilúvio ia acontecer em Campinas. Seria melhor que ela tivesse enviado o gemidão.
  • Blogs políticos, canais de YouTube e páginas de Facebook. Esta conquista é de vocês. Em uma pesquisa os pesquisados confiam mais no que é publicado pelas rádios, jornais, e televisão e revistas (aquilo que o pessoal da xoxomidia chama de "velha mídia"). Já o que é publicado em blogs, canais no youtube e páginas do facebosta, impera a desconfiança. Por que será?
  • Pesquisa Internacional antiga da BBC confirma Lucho: SBT é o pior canal do Brasil. Uma pesquisa confirmou o óbvio. SBesTeira tem a pior programação do Brasil e TV Cultura a melhor do Brasil (e segunda melhor do mundo). E para desgosto e ódio dos sofativistas, a rédiglobo tem a segunda melhor programação do Brasil.
  • Vamos xingar muito esse arroz no Twitter. Uma experiência feita pelo professor André a respeito daquela palhaçada de "arroz sensível" que dependendo das palavras, ou ele fica bonito, vistoso e apetitoso, ou fica uma completa e total nojeira. Além disso, foi um vídeo mostrando que ciência pode ser feita sem ter um laboratório super-hiper-mega-ultra equipado (mas se tiver, tanto melhor). O final desse experimento foi o que todo mundo que possui mais de dois neurônios achava que aconteceria.
  • Grande mobilização começa a tomar vulto na Internet. A mais nova ópera-bufa sofativista da Internet que está deixando os políticos preocupadíssimos. Quer dizer, não tão nova assim, pois um dos macacos que copiou e colou a mensagem (e a repassou a frente, achando que o divino Espírito Santo faria com que ela chegasse às "autoridades") o fez em 2013. Ou seja, é uma "mobilização que começa a tomar vulto na Internet" e um "e-mail de convocação que já começou a circular" há quatro anos e até agora não aconteceu. Vai ver que é por isso que está "ainda sem data marcada" a marcha dos milhões. Vai que um dia...
  • Dois milhões de propagandas bloqueadas, com o comunista AdBlock. No fim de agosto atingi a marca de 2 milhões de bloqueios feitos pela extensão. Aproveitei o momento para comemorar o Milestone e para mandar um recado para esse pessoal que odeia a extensão, que acha que deve mandar no meu computador e que gosta de inovação, desde que seja no cu dos outros.
  • Frases e pensamentos de Paulo Freire, patrono da educação brasileira. Um apanhado das melhores frases e pensamentos do patrono da educação brasileira. Frases falando sobre amor (enquanto se propagava a ideia de revolução armada e que mortes de inocentes seriam apenas um efeito colateral), noções de marxismo e rebeldia enquanto se educava adultos analfabetos, críticas à "educação bancária" (a.k.a. educação que funciona), frases que parecem lição de livro vagabundo de autoajuda e frases que simplesmente não faziam sentido. Não poderia existir melhor pessoa para representar um dos piores sistemas educacionais do mundo.
  • Vidência é isso aí. Gente reclamando aos borbotões a respeito do tema da redação do ENEM de 2017 (voltamos a falar do ENEM), achando-o muito específico ou mesmo achando-o idiota, enquanto que houve quatro textos que previram (e acertaram) qual seria o tema da mesma. Além disso também foi falado porque são idiotas aqueles que acharam o tema da redação idiota.
  • Analista político da semana. Antepenúltimo texto de 2017. E seria um texto especial, um texto de um analista político de Internet que foi um show de demagogia, maniqueísmo, populismo e fascismo. Mas os políticos é que são os demagogos, populistas, manipuladores, maniqueístas, fascistas, autoritários, putos, desgraçados, lazarentos e filhos da puta.
E o texto que eu mais gostei de ter escrito em 2017:
  • Breve recado para jornaleiro / blogueiro / youtubeiro arrogante. Mais um texto que eu escrevi pois estava de saco cheio. Desta vez desses filhos da puta que se acham e acham que todos que os acompanham têm a obrigação de dar esmola para eles por meio do Patreon ou qualquer outra forma de doação (que no Brasil virou mendigagem cibernética) pois senão a Internet vai se esboroar com a ausência do conteúdo exclusivo dele. No texto foi mostrado que há 20 vezes mais conteúdo em inglês na Internet. O que significa que, para determinado conteúdo em português, há 20 vezes mais desse mesmo conteúdo em inglês. E por ter mais, acaba tendo concorrência, que implica em maior qualidade. Portanto, não só tem em mais quantidade como tem em melhor qualidade e portanto, jornaleiro / blogueiro / youtubeiro arrogante, baixem a bolinha de vocês.
E contagem regressiva para os 10 anos. Faltam 30 dias.

ABSURDO!! Artistas receberão milhões pela lei Rouanet em 2018 enquanto Hospital do Câncer é fechado. Parabéns Brasil.

Não poderia deixar de escrever esse texto hoje. O último texto de 2017 seria o do analista político fascista demagogo pai dos pobres decidindo quem é e quem não é povo e achando ruim que se ponha brancos contra negros, pobres contra ricos, homens contra mulheres, heterossexuais contra homossexuais, trabalhadores contra empresários ou ateus contra teístas mas não acha nada de mais de colocar povo contra políticos. Aí depois seria os links da semana de número 58. Pois o último texto de 2017 será este. E por um motivo bem sério e muito justo.

Vários artistas vão receber milhões pela Lei Rouanet em 2018. A liberação foi homologada hoje no DOU (Diário Oficial da União). Podem ir até lá conferir. E é triste, pois o hospital do câncer foi fechado por 1,7 milhões e 500 crianças ficaram sem tratamento aguardando a morte. Parabéns Brasil!

Vejamos aí quem vai receber essa bolada enquanto o hospital do câncer fecha por falta de verba:


Temos aqui a vagabanda, que receberá R$ 5 milhões pela lei Rouanet em 2018. E a liberação já foi homologada no Diário Oficial da União. Enquanto isso, o hospital do câncer foi fechado por falta de verbas. Parabéns Brasil!!


Já Alvim e os Esquilos vão receber R$ 6 milhões pela Lei Rouanet em 2018. Liberação já aprovada e homologada no Diário Oficial da União. Enquanto isso o hospital do câncer (qual hospital do câncer?) foi fechado por falta de verbas.


A banda Os Impossíveis receberá R$ 7 milhões pela Lei Rouanet em 2018, já aprovado, homologado e publicado no Diário Oficial da União. E enquanto isso, o hospital do câncer (mas qual hospital?) foi fechado por falta de dinheiro.


Temos aqui que a banda Josie e as Pussy... quer dizer, gatinhas receberá R$ 8 milhões pela Lei Rouanet em 2018. E já está publicado no Diário Oficial da União. E o hospital do câncer (que hospital, cazzo?) foi fechado.


A banda Os Netunos e Tutubarão receberá R$ 9 milhões pela Lei Rouanet em 2018. E já está lá no Diário Oficial da União. E o hospital do câncer (mas que hospital, porra??!!??) foi fechado.


A banda Spinal Tap receberá  R$ 10 milhões pela Lei Rouanet em 2018. Já oficializado no Diário Oficial da União. E o hospital do câncer (qual hospital, caceta??!!??) foi fechado. Por falta de verbas.


A banda Crucial Taunt receberá R$ 15 milhões pela Lei Rouanet em 2018. Já oficializado no Diário Oficial da União. E o hospital do câncer (mas qual o nome dele, puta que pariu??!!??) foi fechado. Por falta de verbas.


O grupo de pagode Divina Inspiração receberá R$ 18 milhões pela Lei Rouanet em 2018. Já oficializado no Diário Oficial da União. E o hospital do câncer (é possível dizer que hospital, porra??!!??) foi fechado.


A Banda da Vila receberá R$ 20 milhões pela Lei Rouanet em 2018. Já foi publicado e está lá no Diário Oficial da União. Podem conferir. E o hospital do câncer (MAS QUAL A PORRA DO NOME DA PORRA DESTE HOSPITAL, CARALHO??!!??) foi fechado.


E para terminar o absurdo, a banda Os Seminovos receberá R$ 1 bilhão pela Lei Rouanet em 2018 (inclusive a turnê Eu sou emo já está arrumada). Já oficializado no Diário Oficial da União. E o hospital do câncer (quer saber? Desisto!!) foi fechado. Por falta de verbas. Parabéns Brasil!! E sim, quem está na ponta direita da foto é o Maurício Ricardo, imberbe e com mais cabelo.

Essas denúncias eu tomei conhecimento aqui, aquiaqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui. E a última eu inventei... quer dizer, descobri sozinho. E saibam os senhores que é tudo verdade isso que eu acabei de colocar aqui. Até porque, todos nós sabemos que se está na Internet então indubitavelmente e incontestavelmente é verdade.

Não podemos deixar que as coisas fiquem assim. Temos que fazer algo.

Nada como contar com o apoio de gente tão inteligente, como os apoiadores do nosso querido futuro presidente

Eu já fiz a minha parte escrevendo este texto. Agora só falta irmos atrás dos nossos irmãos blogueiros políticos e seus blogs políticos, esses fantásticos blogs que só servem para espalhar mentiras e ódio e mendigar pela Internet informar-nos corretamente com tudo aquilo que a grande mídia não nos mostra e reverberar esse absurdo.

Links da semana - 58.

Eu achei que o texto anterior, do analista político fascista demagogo e pai dos pobres definindo quem é e quem não é povo seria o último de 2017 e reclamando de quem coloca branco contra negro, pobre contra rico, homem contra mulher, heterossexual contra homossexual, trabalhador contra empresárioou ateu contra teísta mas coloca povo contra políticos seria o último texto de 2017. Não será. O último texto será este, com os links da semana:
E é isso aí. 2017 está acabando (e para mim foi um ótimo ano).

Feliz 2018.

Analista político da semana.

Internet. Uma das maiores invenções do ser humano (não pode falar que é uma das maiores invenções do homem pois senão vem o pessoal antirracismo e antissexismo que odeia homem branco me acusar aqui de sexismo). Senão a maior invenção da história da humanidade. Graças a Internet milhões de gênios que antes estavam calados agora ganharam voz. Com ela, milhões de engenheiros mecânicos, engenheiros aeronáuticos, engenheiros elétricos, engenheiros de computação, engenheiros civis, historiadores, filósofos, tributaristas, médicos, nutricionistas, sociólogos, economistas, matemáticos, epidemiologistas, pilotos de avião, críticos de cinema, críticos de música, estatísticos, fotógrafos, músicos, físicos, biólogos, entendedores de pesquisas de opinião, especialistas em empreendedorismo de palco puderam expressar toda a sua genialidade e inteligência em comentários de portais de notícias e textos espalhados pela Internet.

Sem contar os especialistas em direito criminal e direito penal que vivem dizendo que o código penal é antigo, ultrapassado, arcaico e que deve ser revisto urgentemente. E por revisão entenda-se instituir pena de morte para político corrupto, redução da maioridade penal, corrupção como crime hediondo, cortar o pipi de esTRUpador e outras propostas que não precisam que se use o cérebro para que sejam ditas e sugeridas.

Ah!! E não nos esqueçamos também dos cientistas e analistas políticos, que desde 2010, com a ascensão e consolidação do facebosta e concomitantemente (acho que nunca usei essa palavra aqui no blog) com o declínio e eventual fechamento e encerramento do Orkut, apareceram aos borbotões e desde então aparecem a cada dia mais e mais e que não ficam restritos apenas a seus maravilhosos blogs políticos, a suas soberbas páginas do facebosta e a seus estupendos canais do YouTube, mas aproveitam qualquer canto da Internet para enfiar merda de politicagem mostrarem o quanto eles entendem do que está acontecendo na política do país e, principalmente, para mostrar a solução mágica para todos os problemas da política nacional.

Apesar disso, há algo que eu não compreendo. De 2010 para cá foram quatro eleições (2010, 2012, 2014 e 2016) em que os eleitores, por livre e espontânea pressão e obrigação, foram às urnas votar. Com esta quantidade enorme (e que cada dia aumenta mais e mais) de analistas políticos, cientistas políticos e demais entendidos de política que entendem a política de forma absolutamente genial e que têm a solução de todos os males que acontecem na política, por que são sempre eleitos os mesmos políticos de bosta de sempre? Mas talvez o problema seja eu. Eu não compreendo pois sou o alienado que não engole bovina e acefalamente o que eles dizem e questiona o que esse pessoal diz, dando uma de... peço perdão pelo palavrão cabeludo que direi... cético (eu disse que era um palavrão pesado. Estou perdoado?).

Diferentemente dos analistas políticos de Internet que deixam em todos os cantos as suas filigranas de sabedoria política, como esta abaixo (clique na imagem que ela aumenta):


Reproduzindo a mensagem abaixo para que vocês possam ler melhor e também para o Google indexar:

Rico que se acha superior ao pobre é tão repugnante quanto o pobre que se acha mais digno que o rico pelo simples fato de ser pobre. O que define a categoria do indivíduo não é sua conta bancária, mas sim seu caráter.

Qualquer discurso diferente desse é conversa manjada para conseguir votos e colocar uma classe contra a outra a fim de aumentar a força de determinados grupos políticos sobre as grandes massas.

Quanto mais as classes brigam entre si, sejam brigas entre pobres e ricos, homens e mulheres, héteros e gays, teístas e ateístas, negros e brancos, mais fraca se torna a população diante de um sistema comandado por meia dúzia de caciques obcecados pelo poder.

Um povo dividido é um povo fraco. 'O povo unido jamais será vencido'.

Mas quem é o povo?

O rico, o pobre, o gay, o negro, o branco, o ateu, o crente ou qualquer brasileiro filiado ou não aos partidos políticos. Todos são igualmente povo e não deve haver grupo privilegiado.

E quem não é o povo?

Quem está no poder. Esses, na realidade, são os empregados do povo. O papel deles é o de servir a população e não o de serem servidos.


Pois é vovó. Que merda foi essa que nós dois vimos, né?

Como sempre é feito por aqui, analisando parte a parte do texto:

Rico que se acha superior ao pobre é tão repugnante quanto o pobre que se acha mais digno que o rico pelo simples fato de ser pobre. O que define a categoria do indivíduo não é sua conta bancária, mas sim seu caráter.


Qualquer discurso diferente desse é conversa manjada para conseguir votos e colocar uma classe contra a outra a fim de aumentar a força de determinados grupos políticos sobre as grandes massas.

Quanto mais as classes brigam entre si, sejam brigas entre pobres e ricos, homens e mulheres, héteros e gays, teístas e ateístas, negros e brancos, mais fraca se torna a população diante de um sistema comandado por meia dúzia de caciques obcecados pelo poder.

O que eu tenho visto ultimamente de frases como essa dizendo que os políticos, esses grandíssimos desgraçados vivem fazendo de tudo para colocar o povo contra o povo, fazendo o povo se odiar uns aos outros e que na verdade todos nós deveríamos ser amiguinhos e deveríamos andar de mãozinhas dadas, calçando sapatinhos de rubi e andando por estradas de tijolos amarelos. Como se eu quisesse ser amiguinho de quem diz coisas do tipo.

E é muito fácil dizer que ninguém deve brigar e que se deve ignorar quando a pessoa está numa posição cômoda, sem sofrer qualquer tipo de humilhação por conta de sua situação social, sua orientação social, sua cor ou o que quer que seja. Que fique claro que aqui eu falo daquelas campanhas válidas, direitas e decentes, não de SJWismo rasteiro, que fez o Trump se eleger e que fará o Trump se reeleger e o Bolsonaro ser eleito.

Um povo dividido é um povo fraco. 'O povo unido jamais será vencido'.

Duas frases que todo populista pai dos pobres adora usar numa única frase.

Mas quem é o povo?

O rico, o pobre, o gay, o negro, o branco, o ateu, o crente ou qualquer brasileiro filiado ou não aos partidos políticos. Todos são igualmente povo e não deve haver grupo privilegiado.

Agora o analista político, no alto de sua arrogância e sem ter falado com esse tal de povo, define quem é e quem não é esse tal de povo. Demagogia misturada com aquela coisa linda e maravilhosa que começa com fas... e termina com ...cismo.

E agora vem a melhor parte do texto:

E quem não é o povo

Quem está no poder. Esses, na realidade, são os empregados do povo. O papel deles é o de servir a população e não o de serem servidos.

Já que o fascista, do alto do seu fascismo, decidiu quem é povo, por que não decidir quem não é povo? E ele decidiu que políticos não são povo. Ele decidiu que a pessoa, assim que se elege a qualquer cargo político que seja, perde a sua condição de povo. Não pode mais falar como se povo, não pode mais reclamar como se fosse povo, não pode mais reivindicar como se fosse povo e também não pode ter mais nenhum direito pois... afinal, não é povo.

Tá serto. Ta sertíssimo aliás. Político é tudo lazarento.

Você, um líder comunitário, que tanto trabalhou pelo povo, que tanta coisa boa conquistou pelo povo (sem jamais ter sido político) e que tanto foi povo, quando decide ser político (para ver se consegue ainda mais coisa boa pelo povo) e se elege, deixa de ser povo e não pode mais falar como se povo povo, segundo o genial analista político aí.

E reparem numa coisa. O analista político aí condena quem coloca brancos contra negros, homens contra mulheres, heterossexuais contra homossexuais, ateus contra teístas, ricos contra pobres, trabalhadores contra empresários, mas acabou de colocar povo contra políticos. Demagogia é pouco. Sim, não é só político (que ele decidiu que não é povo) que é demagogo, populista e manipulador.

O analista político estava bem intencionado quando escreveu isso? Certamente. A pessoa que escreveu o texto estava cheia das boas intenções. Iguais àquelas que estão naquele lugar tão quentinho, tão aprazível, tão confortável e tão cheio delas.

Por causa de tudo isso aqui vão os seus prêmios:



Na verdade vão esses dois diplomas mesmo, já que eu não achei os diplomas para Doutor em demagogia.

Mas que seja, enfim saudemos a Internet, a grande invenção da humanidade que fez com que gênios antes sem voz ganhassem o seu direito de se expressar. Infelizmente.

A nova campanha de Internet que vai parar a burocracia que para tudo... Nah!! Vocês sabem no que vai dar.

Soube da mais nova campanha política capitaneada pela Internet que quer mobilizar a sociedade, mudar e transformar o país, fazer barulho, causar profundas mudanças, destravar o desenvolvimento do Brasil e que veio para salvar o Brasil (juro, encontrei essas frases para se referir à campanha) e que também veio para livrar o país das cáries (Ok, essa eu inventei). A campanha se chama "Burocracia Para Tudo", que visa a desburocratização no hora de se criar ou fechar uma empresa. A campanha, inclusive, já conta com alguns vídeos, alguns comerciais passando na TV e um site onde você pode dar e mostrar todo o seu apoio.

Vejamos. Uma campanha surgida na Internet que visa combater um problema sério que acontece no país e mostrar às autoridades (assim mesmo, autoridades, extremamente vago e extremamente genérico) o quanto a população está insatisfeita. Eu acho que já ouvi essa história uma vez.

Claro que você ouviu, Lucho!!! Trata-se de mais uma palhaçada sofativista da Internet.

mimimi Lucho. Palhaçada? Como você fala assim de uma campanha tão séria?

A porra do blog é meu e eu me refiro ao que quiser da maneira que eu quiser. E venha você aqui me impedir, MUAAHAHAHAHAHAHHAHA!!!

É isso mesmo. Mais uma pataquada sofativista de Internet. E como toda palhaçada sofativista de Internet, tem tudo para ter como resultado aquelas quatro coisinhas que toda patetice sofativista tem como resultado: N, A, D, A.

mimimi Lucho, por acaso você tem conhecimento de causa para falar que isso não vai dar em nada?

Você quer "conhecimento de causa"? Pois aqui abaixo está o meu "conhecimento de causa":
  • No que deu aquela campanha de preço justo capitaneada pelo pateta do Felipe Neto? Porra nenhuma.
  • No que deu aquela campanha Não Foi Acidente? Porra nenhuma.
  • No que deu aquela campanha por preço justo nas tarifas de energia elétrica? Porra nenhuma.
  • No que deu as váááááááááááárias campanhas querendo redução de impostos? Porra nenhuma.
  • No que deu o Fora Sarney? Porra nenhuma.
  • No que deu o Fora Renan? Porra nenhuma.
  • No que deu as várias marchas em prol da ciência? Porra nenhuma.
  • No que deu a "grande mobilização que começa a tomar vulto na Internet" e que está deixando "governo federal e políticos preocupadíssimos com grande mobilização que começa a tomar vulto na internet"? Porra nenhuma.
  • E no que vai dar essa campanha para parar a burocracia que para tudo? Porra nenhuma.
Que fique claro que eu não sou contra os motes dessas campanhas. Eu adoraria que não houvesse burocracia alguma para fazer o que quer que fosse (não só para criar empresa). Bem como também adoraria não ter que pagar tanto imposto, ou ter tarifas de energia mas baratas, ou que a ciência recebesse mais verbas, ou que Sarney, Renan Calheiros ou outros pulhas fossem defenestrados. Mas não é com campanhas de Internet que tudo isso vai acontecer. Pois é, tive que escrever isso porque... sabe como é, né? Os 92% têm dedos inquietos e uma vontade enorme de invadir e falar merda na área de comentários da propriedade privada alheia.

E quando sua campanha conta com um abaixo-assinado do Change.Org (tinha esquecido desse importantíssimo detalhe) aí é que não vai acontecer mesmo. No ano da graça de 2017 ainda existe gente que acha que abaixo-assinados virtuais servem para alguma coisa. Nem para limpar a bunda servem.

Mas se mesmo assim você quiser participar dela e demonstrar todo seu apoio a ela, tudo bem, não estou te impedindo e nem pretendo fazer isso. O tempo é seu, desperdice-o da maneira que mais lhe agradar.

Meu (novo) esporte favorito: Futebol gaélico.

Imagina um esporte que seja uma mistura de futebol, basquete, hurling, rugby e que, ainda por cima, é disputado com uma bola que se parece muito com uma antiga bola de vôlei?

Coisa mais bizarra, né? Pois, acredite se quiser, mas esse esporte realmente existe e se chama futebol gaélico, que também é chamado de futebol irlandês e é disputado apenas na... Irlanda (nããããããããããããoooo!!! Jura, Lucho?).

Dá só uma olhada nas cenas abaixo desse esporte:


Parece ser muito divertido. E ainda por cima pode fazer gol com a mão. Maradona ia se dar bem nesse esporte.

#SuaPiadaMata

Ontem a porra ficou séria no Twitter. Os abnegados revolucionários de lá decidiram usar aquela rede social e os trend topics (por incrível que pareça, ainda tem gente que leva a sério os trend topics) para falar de um assunto muito importante. Sim, precisamos falar sobre o poder devastador que as piadas possuem. Por detrás de uma simples piada engraçadinha pode-se esconder uma arma de destruição em massa, capaz de matar e acabar com a vida de um monte de gente. E para falar sobre esse problema tão... problemático, o pessoal de lá decidiu criar a hashtag #SuaPiadaMata.

Sim, senhores, o que mata não são armas, nem bombas, nem morteiros, nem mísseis, nem foguetes, nem granadas, nem facas, nem espadas, nem mosquetes, nem bacamartes, nem baionetas, nem arcabuzes, nem Zyklon-B. O que mata são piadas.

Aqui um humorista sendo condenado pelas diversas mortes causadas por suas piadas

E o que pior pode acontecer não é ameaças de morte, de estupro, de sequestro, de rapto, de roubo dos bens ou então desejar que a outra pessoa tenha um câncer que nenhuma fosfoetanolamina consiga curar. O pior mesmo é ouvir uma piada e... RIR DELA!!!!!

Devo dizer aos senhores que concordo inteiramente com tudo isso que fora dito acima. De fato piadas são coisas maléficas, maledizentes e que podem matar várias pessoas.

Querem provas? Ok, então. Aqui a primeira prova de que sua piada mata:

Nunca li essa HQ. Que vergonha tenho de mim por isso.

E aqui a segunda prova de que sua piada mata:


Agora vocês estão convencidos de que #SuaPiadaMata?

Portanto gente, nada de fazer piadas dos outros. Nada de piadas de advogados, nem de bêbados, nem do joãozinho, nem do papagaio, nem de português, nem de bichas, nem de loiras, nem de gordos

E principalmente. Nada de piadas de políticos. Nade de dizer que é verdade aquela história de que o Lula fez três faculdades ou de que o Papa deixou o Alckmin mijar na estátua de São Pedro pois ele já tinha cagado em São Paulo.

Quer dizer, principalmente nada de piadas de judeus. Nunca, jamais, em nenhum momento de sua vida conte piadas de judeus para judeus, pois eles certamente conhecem todas as piadas que você conhece e mais outras piadas pelo menos mil vezes melhores.

E pior sou eu, que já contei e conheço diversas piadas de advogados e nunca consegui sequer machucar um que seja. Pelo visto meu arsenal é fraquíssimo e terei que me equipar melhor.

PS: Que fique claro, uma coisa é piada e outra coisa é bullying. Quando esse pessoal se referiu a piada, na verdade era para se referir ao bullying. Vocês sabem que são coisas bem diferentes. Claro que sabem, pois estou falando aqui com pessoas inteligentes.

Vidência é isso aí.

"Eu lembro, eu lembro, do cinco de novembro".

Não, esse texto não será sobre os asnonymous. É que no dia cinco de novembro foi o primeiro dia de mais uma edição do ENEM. E ao contrário dos anos anteriores em que o que mais se falou foi do show dos atrasados e de questões extremamente complicadas que perguntavam o que acontece quando o gelo derrete, neste ano o que mais se comentou foi a respeito do tema da redação.

Não, bando de millennials leite com pera. Infelizmente (para vocês) o tema não foi esse.

O tema da redação foi "desafios para a formação educacional de surdos no Brasil", o que surpreendeu muita gente, que achava que o tema seria "EUA x Coreia do Norte" ou "ideologia de gênero" ou "reforma trabalhista" ou "reforma política" ou "homofobia" ou "bullying e cyberbulling" ou "polarização na Internet" ou qualquer outro assunto batido e surrado à exaustão pela mídia e que já ficou tão chato de se ouvir sobre eles.

Bobinhos. Por que esse pessoal não entrou em contato com alguns videntes da Internet para saber qual seria o tema da redação da prova? Aqui alguns deles que previram qual seria o tema da dita cuja:
Só senti falta do senhor vidento Jucelino Nóbrega da Luz e a senhora videnta Carmel Palmieri que não previram o tema da redação. Será que os poderes mediúnicos, adivinhacionais, premonitórios e para anormais dos dois estão começando a enfraquecer? Assim vou começar a não confiar mais neles.

Deixando de lado poderes premonitórios, adivinhacionais, para anormais, mediúnicos, de vidência e outras picaretagens, do jeito que o pessoal reclamou, a impressão que deu foi que a prova simplesmente jogou o tema assim de maneira seca e pediu para os candidatos desenvolverem o texto do zero quando, como em qualquer prova do tipo, sempre há trechos de textos (que o pessoal que organiza as provas da UNICAMP chama de coletânea de textos) para guiar o candidato (ainda falando sobre a UNICAMP, uma das coisas que zerava redação era não usar a coletânea de textos) já que não dá para saber tudo de todos os assuntos.

Na verdade, o pessoal foi pego de surpresa e reclamou, dizendo que o tema sugerido foi idiota, pois queriam que a redação fosse um daqueles temas surrados ditos alguns parágrafos acima, já que, se bobear, alguns dos reclamões tinham uma redação esquematizada na cabeça prontinha para passar para o papel ou pensaram em usar as merdas que escrevem no facebosta na redação (para depois ficarem revoltados questionando o porquê suas redações foram zeradas).

Idiotice falar sobre formação educacional de surdos no Brasil, senhores reclamões? São cerca de 10 milhões de surdos no país. A lei 10436/2002 estabelece que LIBRAS é a segunda língua oficial do país. A mesma lei 10436/2002 (artigo 4°) e o estatuto da pessoa com deficiência estabelecem a obrigatoriedade de ensino de LIBRAS nos cursos de Fonoaudiologia e de Magistério e também a disponibilização de ensino bilíngue (LIBRAS e português) em escolas e salas de aulas inclusivas e, apesar de existir duas leis sobre isso, o que menos se vê são justamente escolas adaptadas aos alunos surdos (de repente, na redação, poderia ser falado sobre essas duas leis que, para variar, só existem no papel), com escolas jogando alunos surdos nas salas de aula e o professor que se vire para lidar com eles. O negócio é tão absurdo que tem aluno que deixa de fazer curso por falta de condições. Isso para aqueles que conseguem uma vaga num curso, já que a proporção de analfabetos entre os surdos é maior do que entre os não surdos, chegando em alguns casos a 95% da população de surdos. Ainda acha idiotice a escolha do tema, senhores reclamões?

De qualquer forma, aguardemos janeiro de 2018, pois até lá serão divulgados os resultados da prova. E se nesta edição o show dos atrasados foi murcho, o show das redações será um espetáculo, com gente escrevendo redação sobre Braille. E não seria surpresa alguma se não viram o LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais) e acabaram escrevendo sobre astrologia. Além do que, nunca se esqueçam do número mágico: 92%.

E se teve uma coisa que me surpreendeu nessa história toda foi ter falado em "surdos" ao invés de "deficientes auditivos" ou "portadores de deficiência auditiva". De vez em quando é bom mandar o politicamente correto e a linguagem suave dar uma passeada lá pela avenida Vai Se Foder.

Links da semana - 57.

E vem aí mais uma lista de textos da semana. Será a primeira do mês de novembro (e também a última). Vamos lá então:
E é isso aí. Até a próxima.
 

Eu ainda sei de onde você é

Não sei o que aconteceu que o script do IP Address Location pifou, mas eu ainda continuo sabendo onde você está (especialmente se você estiver numa escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal).

Se quiser me xingar, tudo bem, vai em frente, mas seu IP vai ficar registrado. E ai se for de uma escola ou universidade pública ou qualquer órgão ou empresa estatal, pois você estará me xingando e usando meu dinheiro para fazer isso.

Últimos textos.

Feeds do blog

Assine o feed do blog
Assine o RSS.

Insira seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Histórico

Texto aleatório

ALEA IACTA EST